PANDEMIA OU SENSACIONALISMO, SÉRGIO MIRANDA?

O ex-prefeito de Panelas, grande líder político da mediocridade municipal, já foi e voltou em muitas opiniões que deu, porém, nenhuma mud...

O ex-prefeito de Panelas, grande líder político da mediocridade municipal, já foi e voltou em muitas opiniões que deu, porém, nenhuma mudança foi tão rápida quanto a relacionada ao COVID – 19 (coronavírus). Em um primeiro áudio vazado de dentro de um dos grupos de WhatsApp do “grupo político” da prefeita ele inicialmente diz que:

[...]todos nós nos preocupamos com essa questão dessa pandemia do coronavírus, mas eu tô achando um sensacionalismo muito grande, todo mundo correndo fazendo decreto….”

Nota-se uma contradição básica na própria fala, infeliz, do ex-prefeito. Primeiro ele afirma que há uma pandemia (doença infecciosa que se espalha entre a população), em seguida ele diz que está achando “um sensacionalismo muito grande”. Ora, sensacionalismo é um exagero da mídia para aumentar a audiência, logo ou há uma pandemia ou há um sensacionalismo, não tem como haver as duas coisas ao mesmo tempo. Não nos surpreende que o ex-prefeito tenha, mais uma vez, assassinado a lógica mais primária.

O pior vem no final do áudio quando ele fica em dúvida se diante de uma pandemia deve ou não suspender aulas:

[…] porque o que é que vai se fazer com essas crianças? Eles sem aula, no meio da rua, na casa de avós, na casa dos pais, o que vai se fazer, sem ter a merenda? Muitos deles a única refeição que tem no dia é exatamente a merenda […]”.

O cidadão saiu da lógica no nível global e conseguiu também sair localmente. Pelo jeito, depois que a crise do COVID – 19 passar teremos o problema da miséria no município, pois o próprio ex-prefeito, eleito por quatro vezes, que indicou mais dois prefeitos, inclusive a atual, deixou claro em um áudio gravado que tudo o que conseguiu esse tempo todo desgovernando o município foi deixar as crianças da cidade tendo apenas uma refeição por dia, quando tem aula. Várias perguntas ficam no ar.

1 – Nas férias as crianças morrem de fome?
2 – Existe um vale merenda para os finais de semana?
3 – Devemos continuar acreditando numa criatura que governou durante tanto tempo e conseguiu manter a população carente?
4 – É de bom alvitre ouvir conselhos de alguém que não sabe se tem uma opinião baseada em dados ou sensacionalismo?
5 – O ex-prefeito de Panelas acha que o vírus é mais perigoso que a administração dele?

Todas essas perguntas obviamente são retóricas. Crianças não morrem de fome nas férias, não existe vale merenda para finais de semana, não devemos continuar acreditando nessa criatura, não é de bom alvitre ouvir conselhos de uma criatura que tem a ignorância, a mentira e o próprio sensacionalismo como principal política de governo. O vírus é muito perigoso, mas estamos com uma epidemia de vermes no município e esse problema de saúde mental pública também precisa ser combatida.


Para tranquilizar nosso povo apaixonado por essa figura populista é importante escrever aqui que ele já mudou de opinião de novo. Agora ele acha que o problema é sério, que não é sensacionalismo, que devemos ter cuidado com parentes que venham de São Paulo, mas dos possíveis infectados que moram em Caruaru e vivem fazendo reuniões políticas com o secretariado ele não disse nada. O perigo não vem de tão longe, ex-prefeito, ele vem da ignorância dos déspotas esclarecidos, ou como no caso do tirano do nosso município, da ignorância de um déspota obtuso, incoerente e contraditório.

 

Coluna Política // Por Pierre Logan
Advogado, Bacharel em Direito pelas Faculdades Metropolitanas Unidas. Formado em Filosofia, é licenciado pela Universidade Cruzeiro do Sul, Pós-graduando em Direito Processual Civil pela Escola Paulista de Direito. Filósofo. Membro do Seminário de Filosofia de Olavo de Carvalho, da comissão de prerrogativas da Ordem dos Advogados do Brasil e  Jovem Advocacia de São Paulo. 

Contato: 
movimentoculturaloficial@gmail.com
pierreloganoficial@gmail.com


BIOMETRIA ELEITORAL SITUAÇÃO EM PANELAS (PE)

Revisado:
17.108 eleitores

No facebook

PUBLICAÇÃO SUGERIDA

Barragem cheia, por que não chega água nas casas das pessoas?

O município de Panelas tem um problema crônico com a falta de abastecimento d’água. A cidade de Panelas fica localizada no agreste de...
continuar

RECEBA ATUALIZAÇÕES