O FATOR RUBEN

Não existem dúvidas de que Panelas é a terra com mais cientistas políticos por metro quadrado. Nosso município não tem nada de especial ...


Não existem dúvidas de que Panelas é a terra com mais cientistas políticos por metro quadrado. Nosso município não tem nada de especial com relação a política, porém, todo mundo que se mete em política, para torcer, ser cabo eleitoral ou se candidatar jura que entende tudo de política. Eu mesmo era um desses. Precisei passar dez anos na faculdade de direito e de filosofia para entender que não sabia de nada, e que quanto mais se estuda, mais se descobre que existem muitas coisas para aprender.

Recentemente me colocaram dentro de um grupo do “zap” onde se encontram os maiores “líderes” de oposição. A intenção, segundo eles, é se juntar para derrubar o Coroné. Muito bem, mas pelo que me consta a oposição sempre se uniu contra o indivíduo e nunca logrou êxito, então, qual seria mesmo a diferença agora? Parece que a tal “união” nunca fez bem ao tal grupo oposicionista quadrienal (que só aparece de quatro em quatro anos). Para piorar todo mundo fala que Ruben, atual vice-prefeito agora está com a oposição, todavia, se ouve isso de todas as bocas, menos da dele próprio. Muito estranho não acham?

Eu particularmente acho que ele está esperando ser a última opção do grupo que desgoverna, o que seria terrível para imagem e carreira política dele. Isso porque ele foi o político mais humilhado de toda história do município. Não teve direito a voz, não teve direito a aparecer nas fotos, não teve direito a absolutamente coisa nenhuma, além do salário, é claro. Panelas transformou-se numa terra em que alguém que não tinha poder nenhum, o ex-prefeito, mandava mais do que o vice, falava no lugar da prefeita e tudo o que Ruben fez para combater isso foi coisa nenhuma. Cada vice tem a prefeita que merece.

Agora, os blogs não muito confiáveis ficam analisando a voz de quem não fala, especulando sobre quem não é oposição. O atual vice-prefeito não conseguiu espaço dentro do grupo que o elegeu. Qualquer idiota sabia que a vez de ser chefe do executivo não era de Joelma Duarte, mas era de Ruben. Quem não lembra do episódio do salão paroquial? Eu não estava lá, até porque se estivesse cadeiras voariam na cabeça do Coroné (as vezes meu lado anarquista ganha). Sim, Ruben é de uma família de políticos importantes e sérios, mas foi solapado com muita facilidade por uma figura ridícula com síndrome de Napoleão.

E agora a oposição deposita sua confiança em alguém que fica em cima do muro? Ora, eu aprendi que quem fica em cima do muro toma tiro dos dois lados. Eu, imediatamente, após essa falta de respeito, esse xingamento silencioso, saí do grupo. Não aceito ficar em grupo onde os membros do próprio grupo supostamente mandam recados por procuração.

Eu estou disposto a não dormir até derrubar o tirano que roubou a esperança da maioria da população, estou disposto a me unir com qualquer ser humano que queira a liberdade do nosso povo, mas exijo que, pelo menos, tenha um pouco de respeito com o panelense. Não precisa declarar o amor por mim, não sou tão carente, eu fiz um pacto com Deus, não preciso de amor de nenhum homem, especialmente de um político.

Ruben, falhou com a situação e com o grupo sergianista por não impor respeito aos que nunca tiveram o mínimo de consideração por ele. Eu não sou assim. Não me misturo com quem se compromete com a omissão. Quando vejo que alguém está em cima do muro, eu não peço para descer para o meu lado, eu bato até ele cair do lado oposto e de preferência chuto o muro para derrubar em cima dele. Indecisos atrapalham quem tem um norte e sabe para onde seguir. Costumam parar no meio do caminho.

O fator Ruben é uma incógnita, uma que não é meu problema por isso insisto que minhas pautas são propositivas, que tenho objetivos e ideias específicas, não fico em grupo de oposição partidária e não devo absolutamente nada a político nenhum. Para Panelas eu dedicarei minha vida e isso foi uma promessa feita a mim e ao Deus que eu creio. Para defender o município derrubaremos os tiranos, os politiqueiros eventuais e os que se comprometem com a omissão.

Ruben que se manifeste e diga: eu sou de oposição, estou com grupo de oposição e sobraram motivos para isso. Caso contrário o fator Ruben será uma variável irrelevante para as equações que os panelenses almejam para Panelas. Ruben tem tudo para ser grande, mas a síndrome de Peter Pan, faz com que seja um político que se recusa a crescer. Até Joelma conseguiu ser prefeita.



Coluna Política // Por Pierre Logan
Advogado, Bacharel em Direito pelas Faculdades Metropolitanas Unidas. Formado em Filosofia, é licenciado pela Universidade Cruzeiro do Sul, Pós-graduando em Direito Processual Civil pela Escola Paulista de Direito. Filósofo. Membro do Seminário de Filosofia de Olavo de Carvalho, da comissão de prerrogativas da Ordem dos Advogados do Brasil e  Jovem Advocacia de São Paulo. 



Contato: 
movimentoculturaloficial@gmail.com
pierreloganoficial@gmail.com




Mais publicações sugeridas para você

Política 8509849017644035881

BIOMETRIA ELEITORAL SITUAÇÃO EM PANELAS (PE)

Em revisão: 21.516 eleitores
65,89% com biometria: 14.189 eleitores

No facebook

PUBLICAÇÃO SUGERIDA

Eleições 2020: Quem você votaria para prefeito nas próximas eleições?

Já respondeu a Pesquisa de intenção de voto que está disponivel na Internet, para as eleições municipais de 2020 em Panelas-PE. Fi...
continuar

No Instagram

RECEBA ATUALIZAÇÕES