CÂMARA REPROVADA: VEREADORES DAS PANELAS REPRESENTAM O EX-PREFEITO

Não é novidade e ninguém duvidou que aconteceria. Na verdade, é um tédio. Os vereadores, mais uma vez, aprovaram as contas de do ex-pr...


Não é novidade e ninguém duvidou que aconteceria. Na verdade, é um tédio. Os vereadores, mais uma vez, aprovaram as contas de do ex-prefeito, Sérgio Miranda, mesmo com a recomendação de rejeição do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE). Obviamente ninguém duvida de que os vereadores de situação são verdadeiros descerebrados e mais do que despreparados para analisar o desenho feito pelo TCE. São centenas de páginas, com gráficos, onde desenharam o déficit, explicaram o desenho e depois desenharam toda a explicação. Os vereadores nem entenderam e isso pouco importa. Independentemente de entender ou não, de saber ou não alguma coisa, eles votariam em quem o ex-prefeito quisesse porque além de ignorantes são covardes.

Os conselheiros do TCE fizeram um resumo de quatro páginas somente e dividiram em sete pontos mais do que bem explicados com motivos da recomendação de rejeição.

1 – Déficit de execução orçamentária de R$ 4.026,712,89 (quatro milhões, vinte e seis mil, setecentos e doze reais e oitenta e nove centavos). Em desconformidade com a Constituição Federal, artigo 37, a Lei de Responsabilidade Fiscal, artigo 1°, Caput e §1°;

2 – Distorções das Leis Orçamentárias (LOA e LDO). Desconformidade com a Constituição Federal, artigos 31, 37, 167, V e VI, e Lei de Responsabilidade Fiscal, artigo 1° Caput e §1°;

3 – Desrespeito a crise do Poder Executivo, não adotando medidas efetivas para a arrecadação de receitas próprias (mas vive fazendo obras com recursos próprios);

4 – Inércia da administração em proceder com a cobrança de créditos inscritos em dívida ativa tributária em afronta aos princípios expressos na administração pública. Notadamente o da Legalidade e Eficiência. Desobedecendo, somente neste ponto, umas cinco leis. CF, LRF, CTN, Lei Federal 4.320/64, Lei Federal 6.830/80;

5 – Extrapolação ao limite de gasto com pessoal 54% da receita corrente líquida. Atingiu-se 55, 99% da RCL;

6 – Realização das despesas com recursos do FUNDEB, sem lastro financeiro, contrariando o artigo 21 da Lei de Federal n° 11.494/07;

7 – Não foi realizado o integral recolhimento das contribuições previdenciárias devidas ao Regime Geral de Previdência Social. Deixou de recolher R$ 125.566,42 dos servidores e mais de dois milhões e meio da parte patronal.

Eu simplifiquei o que já estava fácil de entender. E aí, panelense, alguma dúvida? Resta alguma dúvida de que alguém está chamando-se de bom gestor quando na verdade é um desastre? Alguma dúvida de que os vereadores são subservientes, medíocres e castrados de opinião própria? Acho que não! Não vou me estender mais neste texto simplesmente porque não preciso. Está mais do que provado de que o Ministério Público é complacente com a corrupção política, com incompetência, a desobediência aos princípios da administração pública que existe em Panelas. 

O Tribunal de contas não julga contas. É inútil gastar dinheiro com um órgão que emite pareceres para uma Câmara aparelhada. Os vereadores recebem mais de sete mil reais cada um para não fiscalizar, não cobrar, não fazer o certo. Só não é uma decepção porque ninguém esperava mais de um bando de “machos” omissos e caninamente obediente ao seu dono.





Coluna Política // Por Pierre Logan
Advogado, Bacharel em Direito pelas Faculdades Metropolitanas Unidas. Pós-graduando em Direito Processual Civil pela Escola Paulista de Direito. Filósofo e licenciando em filosofia pela Universidade Cruzeiro do Sul. Membro do Seminário de Filosofia - Olavo de Carvalho e da Jovem Advocacia de São Paulo. Compositor e intérprete, gravou no final de 2015 o disco Crônicas de Um Mundo Moderno. Atualmente faz parte do Sindicato dos Compositores e intérpretes do Estado de São Paulo, também é comentarista político na Trianon AM 740 e colunista do Jornal SP em notícias. 

Contato: 
movimentoculturaloficial@gmail.com
pierreloganoficial@gmail.com

TRANSMISSÃO FESTIVAL SOLIDÁRIO TV PANELAS - MOVIMENTO CULTURAL

PUBLICAÇÃO SUGERIDA

Inscrição para participação no 47º Festival Nacional de Jericos (Online)

Abertas as inscrições para participação de cantores, interpretes, jóqueis de jericos, bem como no Concurso de Jericos Fantasiados. O Movimen... continuar

RECEBA ATUALIZAÇÕES