FRED: CAFAJESTAGEM, VERGONHA E ESTELIONATO ELEITORAL

Antes de tudo é preciso lembrar que não se faz crítica pela crítica e nem se retira aqui o mérito de Fred quando foi prefeito da cidade (...

Antes de tudo é preciso lembrar que não se faz crítica pela crítica e nem se retira aqui o mérito de Fred quando foi prefeito da cidade (2005 – 2008). É verdade que Carlos Frederico de Lemos Moreira Lima (Fred) foi um prefeito muito melhor do que Sérgio Miranda e Joelma Duarte juntos. Fred fez em Panelas em quatro anos o que esses outros dois não fizeram em quase vinte. Isso é um fato. Agora, também é fato que Fred nunca ganhou uma eleição, Sérgio o elegeu. Também é fato que Fred é um péssimo político, ele prova isso toda vez que aparece (ou desaparece). Outro fato inegável é que seus discursos são desconectados da realidade, ele fala como um descerebrado e defende absurdos que eu quero crer que seja por obtusidade, porque se fala com consciência, se sabe o que está falando, então, sinto muito, mas não passa de um mau-caráter.

A primeira coisa que o leitor tem que perceber é o quão democrático este site é, pois permite que alguém que desapareceu do cenário político municipal por quase dois anos, tenha espaço. Se dependesse de mim, não teria conversa. Eu mandaria ter vergonha na cara e voltar depois das eleições. Daria uma coluna para o indivíduo e veria se ele teria colhões para passar dois anos escrevendo semanalmente sem falhar, como faço há quase cinco anos.

No dia 05 deste mês, Fred escreveu mais uma de suas “mensagens” para este site, “vamos mudar. Você tem esse poder”. Essa foi a mensagem do ex-prefeito Fred sobre a política. A pergunta é: como é que alguém que cometeu e ainda comete o mesmo erro há tanto tempo pode falar em mudança com tanta propriedade? Eu confesso que, toda vez que Fred fala na rádio ou numa matéria perde um pouquinho do pouco respeito que eu, como eleitor, ainda tenho por ele.

A primeira crítica é a de sempre. Ele desaparece e só reaparece novamente em pré-campanhas ou campanhas eleitorais. Parece até a Marina Silva. Senão vejamos:

Fred enviou uma mensagem para este site, que foi publicada no dia 05/09/2018. Ótimo! Mas a última vez que ele tinha tido o mesmo comportamento foi no dia 18/05/2016, não foi coincidência o fato de ter sido ano de eleição. Alguns “inocentes” da política municipal pode dizer que deve ter outra explicação. Tudo bem, nós acompanhamos durante a semana passada a “operação tapa-buraco” da PE 158. O Próprio Clodoaldo Magalhães (PSB) confessou que a última vez que “tapou o buraco” foi a três anos atrás. Curiosamente também próximo da campanha. Na época tiveram até divergências, pois o desgoverno municipal queria assumir como a obra sendo sua e a “oposição” dizia que aquilo seria uma resposta a uma demanda sua etc. Isso tudo fora o fato de que o próprio ex-prefeito do município, em vez de pedir desculpas e reconhecer o fato me disse categoricamente numa conversa privada: “o importante é que fez”. Se o sujeito age de maneira malcriada com alguém que sabe que tem conhecimento, imagina o que não diz para o cidadão comum que desconhece boa parte das atividades politiqueiras. Para piorar, nosso ex-prefeito que se diz da “oposição” e deve ser mesmo porque assim como a “oposição” (aquela sempre colocada entre aspas) ele some fora das campanhas, começa a frequentar a rádio (de Cupira) com mais frequência do que se entende como razoável e, devido a seus comentários nesse veículo arcaico de comunicação, nasce a segunda crítica. Fred voltou a rádio na segunda-feira, 10/09/2018, para desobedecer aquela velha máxima que diz que muitas vezes é melhor ficar calado e deixar que todo mundo pense que você é um idiota, em vez de abrir a boca e acabar com a dúvida. Então, vejamos:

Logo no início ele já dá uma fora quando diz: “eu costumo dizer que a independência como fato histórico aconteceu, mas ela é uma coisa que nós temos que permanentemente estar conquistando”. Se ele “costuma dizer isso” deveria pensar no que está dizendo porque isso é uma frase velha, pré-fabricada e só repedida por quem não raciocina sobre o que diz porque é óbvio que ninguém luta para conquistar algo que já tem. Se luta para manter a conquista. Aí já é outra conversa. O fato histórico aconteceu e não precisamos mais lutar para conquistar, apenas para manter a independência ou aquilo que na ciência política chamamos de soberania. Nossa independência social e política obedece a mesma regra, uma vez conquistada deve ser mantida. Não se conquista algo que já tem.

Depois sua opinião sobre o Bolsonaro deixou claro que o ex-prefeito não só repete o que ouve como não pensa no que repete. Segundo ele, “Bolsonaro representa o que há de mais atrasado na política do país. Representa a repressão, representa a violência, o desrespeito a mulher, o desrespeito aos gêneros”. Em primeiro lugar Bolsonaro não representa repressão porque se submeteu ao processo eleitoral pelas vias democráticas e nunca pregou violência gratuita, ele prega a legítima defesa, e a repressão ao crime com força maior do que aquela empregada pelos criminosos. Tanto é que já foi cuspido e esfaqueado e não revidou em nenhuma das situações de que foi vítima (mesmo quando deu para revidar).

Depois falou que não poderíamos “adotar um sistema autoritário”. Até agora não vi o presidenciável de quem ele estava falando pregando o autoritarismo. Vi ele pregando o liberalismo econômico, a legitima defesa, a disciplina nas escolas, a não ‘sexualização’ de crianças em sala de aula etc. Posso concordar ou não com essas ideias, mas não rotular alguém com projeções minhas sobre essas colocações. E pior, ele disse que se opunha a quem “nega a independência do país”, essa parte está tão desconectada da realidade que não tenho como comentar. Depois disse que na sua reeleição foi vítima de ataque a faca (não me lembro disso ter acontecido) e que o vice dele tinha recebido sete tiros no carro, fato que não me lembro de ter sido noticiado e ficaria agradecido de alguém me mostrasse uma foto, ou algo que me informe do ocorrido.

Quando eu pensei que já tinha chegado no limite das bobagens ditas num programa de rádio, ele diz que: “as verdades muda de acordo com a situação”. Ainda bem que está gravado. Eu mesmo ouvi cinco vezes para confirmar se foi isso mesmo que ele disse. Ele de fato disse. Não, Fred. As verdades são imutáveis, as situações é que mudam. Um arquiteto deveria saber que fundamentamos tudo em verdades universais e a luta é justamente para chegarmos a esse denominador comum. As coisas caem para baixo e até agora não teve nenhuma exceção, então, essa verdade universal é o que fundamenta os cálculos e as leis da física para levantarmos prédios. Se as verdades mudassem de acordo com as situações, nós viveríamos num caos sem esperança de construir nada.

Aí falou a verdade quando disse que levou o sistema de telefone celular para Panela (Sérgio Miranda dizia que era impossível por causa das serras), mas depois Fred se empolgou e mentiu um pouco, especialmente quando disse que levou Wi-Fi para praça da cidade, até porque durante seu governo a tecnologia ainda não tinha chegado em Panelas, pois foi inventada em 1997 (IEE 802.11.) e só chegou ao Brasil em 2008 junto com os dispositivos do sistema Android. Panelas tinha internet por cabo durante seu governo.

Aí aproveitando que estava fora de si, ou no fantástico mundo da maionese, ele continuou viajando dizendo que “não podemos baixar a cabeça e negar a importância de Lula pelo desenvolvimento da nossa economia”, temos “que homenagear o Lula votando no candidato indicado por ele”. Em primeiro lugar a dívida interna praticamente triplicou no governo Lula, em segundo lugar o governo Lula foi o responsável por institucionalizar a corrupção no país, isso sim é inegável e em terceiro lugar, ninguém tem que votar em quem é indicado por outro político, tem sim que analisar a indicação, e se notar que essa indicação foi um péssimo prefeito de São Paulo, por exemplo, com ideias ruins e gestão pior ainda, dizer: “sinto muito, amigo Lula, mas dessa vez não estou contigo”.

Achou que não tinha como piorar? Enganou-se. Ele tem mania de falar que não tem “projetos individuais, mas de grupo”. Como se neste país os políticos não se unissem (em grupos) para facilitar projetos pessoais. Observe a operação Lava-Jato e perceberá que foi em grupo que saqueou o país. Projetos individuais as vezes podem ser melhores. Em grupo também se rouba. E para concluir a piora ele diz que apoiará Paulo Câmara (que ele discordava até antes de ontem), Lula para presidente (ou em quem ele indicar), e piorando tudo: Humberto Costa, outro investigado por corrupção.

Não analisei cada ponto porque foi muita besteira para um vídeo só. Fred conseguiu tomar o recorde até mesmo de Joelma Duarte e só não tirou o de Sérgio Miranda porque incoerência é especialidade do ‘coiso’. O fato é que a “oposição” panelense consegue ser tão ruim quanto a situação. Que a única saída para o povo de Panelas é o investimento em si mesmo e não na esperança de que gente que apoia corrupto condenado e lavador de dinheiro vai ajudar o povo. Fred se alia a Paulo Câmara que não cumpriu nem 1% das promessas que fez, Humberto Costa que não trabalhou um só dia pelo povo, apenas para defender a corrupção e seus agentes e o apoio incondicional de indicação de quem investiu fora do país em detrimento do nosso povo, no mesmo dia em que falou de independência. Fred Moreira Lima, calado é um grande poeta.



Coluna Política // Por Pierre Logan

Advogado, Bacharel em Direito pelas Faculdades Metropolitanas Unidas. Pós-graduando em Direito Processual Civil pela mesma Instituição de Ensino. Filósofo e licenciando em filosofia. Membro do Seminário de Filosofia - Olavo de Carvalho e da Jovem Advocacia de São Paulo. Compositor, gravou no final de 2015 o disco Crônicas de Um Mundo Moderno. Atualmente também é comentarista político na Trianon AM 740 e colunista do Jornal SP em notícias. Contato: movimentoculturalpanelense@gmail.com ou pierreloganoficial@gmail.com

Mais publicações sugeridas para você

Política 5285578259828974365

No facebook

PUBLICAÇÃO SUGERIDA

Panelas Pernambuco e o Devaneio do Concurso Público

20 anos sem concurso público para a prefeitura de Panelas-PE e quando tem… O Concurso Público para provimento de cargos efetivos da pr...
continuar

RECEBA ATUALIZAÇÕES