BOLSONARO CRESCE NO INTERIOR DO NORDESTE

Óbvio que não podemos ficar restritos apenas ao nosso município com tanta coisa acontecendo no universo político brasileiro. Além do mais...

Óbvio que não podemos ficar restritos apenas ao nosso município com tanta coisa acontecendo no universo político brasileiro. Além do mais, este site não só é o maior da região, ele também atinge milhares de pessoas de todo mundo. Então, cabe a nós que fazemos o panelaspernambuco.com, especialmente na coluna política, analisar, opinar e informar os cidadãos/eleitores. Portanto, vamos deixar claro que diferente da maioria da grande mídia que finge que não tem um lado, eu tenho, não sou repórter e nem jornalista, sou jurista, filósofo, milito na advocacia e no meio artista/intelectual, de modo que sou um formador de opinião e tenho, por óbvio, um lado. Deixo a imparcialidade para os juízes. Eu sou parcial, escolho sempre um lado. E na política escolho sempre o lado que acredito ser o melhor para o país.  

O esperneio é livre, o Lula (PT) continua preso, e nem mesmo fora do poder deixa de enganar seu eleitorado, continua dizendo que é candidato, quando na verdade não é. Lula não pode se candidatar, não só porque está dentro da cadeia, mas também porque está dentro do rol de políticos “fichas-sujas”. Não é possível registrar candidatura de pessoas inelegíveis, segundo o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luiz Fux, a “Lei da Ficha Limpa” (feita por iniciativa popular, com mais de duas milhões de assinaturas). Preso por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, Lula deixou o primeiro lugar das pesquisas para o capitão da reserva do exército, Jair Messias Bolsonaro (PSL).

Bolsonaro, ao contrário do que a grande mídia anda falando, já vem sendo bem recebido pelo povo há muito tempo. No Recife, em 2015, por exemplo, foi recebido como um “popstar” no aeroporto. Na época em que todo mundo queria surrar político em praça pública, a população o seguia voluntariamente até os locais e colocava o deputado nas costas, caminhava e só parava de cantar o hino nacional para gritar “mito! Mito! Mito!”. Numa alusão clara de que, o hoje presidenciável, seria uma espécie de raridade na política.

Em 2016 alguns já falavam em Bolsonaro, mas poucos defendiam suas bandeiras e assumiam publicamente que votariam nele, hoje seus eleitores o defendem como quem defende seu time de futebol, time cuja bandeira é a mesma do país e o brasão é o da República. Bolsonaro é um fenômeno da internet sim, mas engana-se quem acha que ele é conhecido apenas na internet, ele é recebido com aplausos, gritos, abraços. Algumas vaias (geralmente de militantes de partidos da dita esquerda) vão se tornando cada vez mais raras. Isso porque cada vez mais gente vai aderindo a onda Bolsonaro, um exemplo simples é o Nordeste e um mais simples ainda é o município de Panelas.

Quando estive em Panelas em 2015 perguntando as pessoas sobre política nacional, poucos sabiam do que eu estava falando quando citava um tal de Bolsonaro (geralmente quando me referia ao Estatuto do Desarmamento). Entre 2016 e 2017, as pessoas me paravam na rua para perguntar se eu achava que Bolsonaro seria ou não presidente. Todo mundo com quem conversei no final 2017, pessoalmente em Panelas, já sabia quem era o deputado, conhecia algumas de suas bandeiras e já tinha alguns eleitores seguros de que, se ele se candidatasse mesmo, teria seu voto. No início deste ano encontrei vários ex-eleitores do Lula (inclusive eu) que não votaria mais em nenhum candidato apoiado pelo Partido dos Trabalhadores (PT). Até porque o PT teve 13 anos para mostrar serviço e tudo o que conseguiu foi enriquecer empreiteiras, aparelhar o congresso, desviar dinheiro público e piorar absurdamente a educação, a segurança e a economia. Os sem terras continuam sem terras, os sem tetos continuam sem tetos e a maioria dos beneficiários do bolsa-família continuam precisando do benefício, ou seja, continuam na miséria. 


O Jair Messias Bolsonaro com discursos do tipo: “Ninguém vai combater a violência abraçando a Lagoa Rodrigues de Freitas ou soltando bolinha de sabão com fumaça de maconha”, “Brasil acima de tudo e Deus acima de Todos”, “honra, Moral e ética”, superou o discurso coitadista que dividiu o país por tanto tempo jogando preto contra branco, rico contra pobre, heterossexuais contra homossexuais etc. A mensagem chegou no interior pernambucano e fez com que o capitão da reserva do exército ficasse entre os primeiros lugares (se não o primeiro lugar) nas intenções de votos dos eleitores do agreste. Pela primeira vez na história, o povo de uma cidade do interior não pergunta ao prefeito em quem deve votar, ele sabe exatamente o que quer e dificilmente um eleitor do Bolsonaro muda o voto, isso já é um fato. 

Coluna Política // Por Pierre Logan

Bacharel em Direito pelas Faculdades Metropolitanas Unidas, Licenciando em filosofia, possui formação em Direito Eleitoral, Administrativo, Fundamentos do Direito Público, Ciência Política e Teoria Geral do Estado. Membro do Seminário de Filosofia - Olavo de Carvalho. Compositor, gravou no final de 2015 o disco Crônicas de Um Mundo Moderno. Atualmente atua na área jurídica, comentarista político na Trianon AM 740 e também é colunista do Jornal SP em notícias. Contato: movimentoculturalpanelense@gmail.com ou pierreloganoficial@gmail.com

Mais publicações sugeridas para você

Política 3019600237288327645

No facebook

PUBLICAÇÃO SUGERIDA

“Vamos mudar. Você tem esse poder”, mensagem do Ex-Prefeito Fred sobre a política

Vivemos um quadro político bastante conturbado em todos os níveis. As mensagens dos candidatos tentam confundir o raciocínio dos eleitores....
continuar

RECEBA ATUALIZAÇÕES