H1N1: 10 cuidados que você deve tomar com a sua saúde neste Festival Nacional de Jericos

Publicado em 26/04/2016 | Da Redação Panelas Pernambuco
A+ A-
Todos os anos comemora-se na cidade de Panelas-PE a tradicional festa do dia 1 (um) de Maio, o Festival Nacional de Jericos. Não é novidade o quantitativo de pessoas que vem de fora, turista de todas as partes do Brasil e até do exterior. Com isso, alguns cuidados devem ser tomados para o bem da nossa saúde.


CUIDADOS QUE VOCÊ DEVE TOMAR COM  A SUA SAÚDE NESTE FESTIVAL NACIONAL DE JERICOS

Entenda:

Lembra-se do vírus da H1N1?

É um tipo de vírus influenza. E o que é influenza? A influenza, que é popularmente conhecida como gripe, trata-se de infecção do sistema respiratório e divide-se em três grupos: A, B e C. O tipo C é o responsável pela forma mais “fraca” da doença, já o tipo A e B, se apresenta nas formas mais graves, são as responsáveis pelas grandes pandemias (tipo de doença que pode se espalhar por todas as partes do mundo). Na influenza tipo A, é onde encontramos o Vírus da H1N1, já que ele se divide em dois subtipos, H1N1 e H3N2, que atualmente circula em humanos.

O que é importante você entender é: existem vários tipos de vírus influenza/gripe, e cada um vai se manifestar de forma diferente no seu organismo, em níveis de gravidade diferente.

No caso do Vírus influenza A (H1N1), é uma das formas mais graves, porém o meio de transmissão é igual os demais vírus influenza:

De forma direta: por meio das secreções das vias respiratórias de uma pessoa contaminada ao espirrar, ao tossir ou ao falar;
De forma indireta: pelas mãos, que após contato com superfícies recentemente contaminadas por secreções respiratórias de um indivíduo infectado, podem carregar o vírus diretamente para a boca, nariz e olhos. Observação: Alguns vírus ou bactérias vivem entre 2 a 8 horas em superfícies (objetos, alimentos, roupas, etc).

Segundo boletim do Ministério da Saúde, até 14° semana desse ano (2016), foi registrado 1012 casos de gripe H1N1 em todo o Brasil, desses houveram 153 óbitos, distribuídos no País da seguinte forma:
  • NORTE: Amazonas (1), Pará (3), Amapá (1);
  • NORDESTE: Ceará (2), Rio Grande de Norte (2), Paraíba (1), Pernambuco (1), Bahia (3);
  • SUDESTE: Minas Gerais (4), Rio de Janeiro (8), São Paulo (91), SUL: Paraná (2), Santa Catarina (10), Rio Grande do Sul (6);
  • CENTRO OESTE: Mato Grosso do Sul (3), Mato Grosso (2), Goiás (9), Distrito Federal (3);
  • EXTERIOR: E teve 1 (um) caso de contaminação e óbito de um brasileiro em outro País.
Sabendo que a cidade estará recebendo turistas de boa parte dessas regiões, entendemos que há um risco maior de contaminação e/ou transmissão, nesse caso o que pode ser feito é adotar medidas preventivas. Para isso, o Ministério da Saúde recomenda algumas medidas, também chamadas de “Etiquetas respiratórias”.

Confira a seguir os 10 cuidados que se deve tomar para evitar a contaminação pelo vírus H1N1:

  1. Frequente lavagem e higienização das mãos, principalmente antes de consumir algum alimento;
  2. Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  3. Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  4. Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  5. Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  6. Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  7. Manter os ambientes bem ventilados;
  8. Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas de gripe;
  9. Indivíduos que apresentem sintomas de gripe devem: evitar sair de casa em período de transmissão da doença (até 7 dias após o início dos sintomas), restringir ambiente de trabalho para evitar disseminação, evitar aglomerações e ambientes fechados;
  10. Adotar hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos;
Em caso de sentir alguns desses sintomas: dificuldade para respirar, lábios com coloração azulada ou roxeada, dor ou pressão abdominal ou no peito, tontura ou vertigem, vomito persistente e convulsão, o recomendado é procurar um serviço de saúde.

Vacinação contra o H1N1

A vacina ainda é o meio mais eficaz de prevenção, entretanto uma lista de prioridade deve ser seguida, e dependendo da demanda dessa lista, você (que não se encaixa em nenhuma delas) pode ficar de fora. É prioridade receber a vacina:
  • Crianças de 6 meses a menores de 5 anos;
  • Gestantes;
  • Puérperas;
  • Trabalhador de saúde;
  • Povos indígenas;
  • Indivíduos com 60 anos ou mais de idade;
  • População privada de liberdade;
  • Funcionários do sistema prisional;
  • Pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis;
  • Pessoas portadoras de outras condições clínicas especiais (doença respiratória crônica, doença cardíaca crônica, doença renal crônica, doença hepática crônica, doença neurológica crônica, diabetes, imunossupressão, obesos, transplantados e portadores de trissomias).
No Brasil, o início da campanha de vacinação estava prevista para o dia 30 desses mês (Abril), mas devido a necessidade, alguns estados adiantaram, inclusive Pernambuco. Vá até o Postinho de Saúde mais próximo da sua casa e se informe. 

FIQUE ATENTO E PROTEJA-SE!

Janily AlvesColuna Saúde // por Janily Alves

Estudante Graduando em Enfermagem no
Centro Universitário do Vale do Ipojuca (UNIFAVIP).

Mais publicações sugeridas para você

Em Destaque 9126213503221974347

#DiadoTrabalhador

#DiadoTrabalhador
Festival Nacional de Jericos em Panelas

PUBLICAÇÃO SUGERIDA

A Bandeira e mais uma edição do Festival Nacional de Jericos em Panelas-PE

O Festival Nacional de Jericos é um dos eventos mais tradicionais da região. E a Bandeira já está hasteada no primeiro trevo de acesso a ci...
continuar

No facebook

RECEBA ATUALIZAÇÕES

Podcast Política

O que você acha do Panelaspernambuco.com

Online