Governo não sinaliza proposta e professores da rede estadual mantem a greve

Em nova assembleia realizada nesta segunda, Sintepe decidiu continuar mobilização e manter greve que já dura 17 dias.

Do G1 / Pernambuco.

Os Professores da rede estadual de Pernambuco votaram pela continuação da greve, em assembleia realizada na tarde desta segunda-feira (27), no Recife. A paralisação foi decretada no último dia 10 de abril para cobrar o reajuste de 13,01% nos salários da categoria, formada por 49.816 profissionais. A assembleia foi convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sintepe), cuja diretoria foi chamada para uma reunião com o governo na nesta terça-feira (28/04).

"A greve continua porque o governo não sinalizou nenhuma proposta concreta para a categoria avaliar. Vamos ter uma reunião amanhã, na Secretaria de Administração, para estabelecer as bases para reiniciar o processo de negociação. Depois, vamos levar o resultado da reunião para a assembleia da quinta e a categoria vai decidir pelos rumos da paralisação", disse o presidente do Sintepe, Fernando Melo.

O Sintepe considerou positiva a convocação para a reunião, já que o governo tinha anunciado que só entraria em negociação se os professores voltassem às salas de aula. De acordo com o sindicato, 60% dos profissionais aderiram à greve. A rede estadual de ensino tem 650 mil alunos.

A greve é para cobrar o cumprimento da Lei do Piso Salarial (11.738/2008), que garante o reajuste de 13,01% a todos os professores da rede e não apenas aos profissionais com nível médio (antigo magistério), que são cerca de 10% da categoria. O reajuste limitado aos professores de nível médio é fruto de projeto do Poder Executivo aprovado pela Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe).

Postar um comentário

Os comentários ou recados neste site refletem tão somente a opinião do autor do mesmo. Seja ético, tenha bom senso, não publique spam.

emo-but-icon

BIOMETRIA ELEITORAL SITUAÇÃO EM PANELAS (PE)

Revisado:
17.108 eleitores

No facebook

PUBLICAÇÃO SUGERIDA

Barragem cheia, por que não chega água nas casas das pessoas?

O município de Panelas tem um problema crônico com a falta de abastecimento d’água. A cidade de Panelas fica localizada no agreste de...
continuar

RECEBA ATUALIZAÇÕES