Finalmente: Uma voz!

Faz anos que gasto meu finais de semana me preocupando, pesquisando e escrevendo coisas que se relacionam diretamente com a realidade de Pan...

Publicado em 19/08/2014 | Da Redação Panelas Pernambuco
A+ A-

Faz anos que gasto meu finais de semana me preocupando, pesquisando e escrevendo coisas que se relacionam diretamente com a realidade de Panelas. Já critiquei o atual governo panelense, inclusive, em jornais daqui de São Paulo (SP em notícias) e muitas vezes, conversando com amigos, sempre falo as mesmas coisas: Uma voz tem que se levantar! Estude! Conheça e lute por seus direitos! Elogie quando necessário, mas não se entregue. O panelense tem um espírito guerreio que deve ser acordado. O panelense é inteligente e determinado. Não devemos deixar que dominem nossa cidade sem uma boa briga.
E depois de anos conversando, discutindo (muitas vezes brigas feias) com pessoas de vários segmentos, percebi um pequeno lampejo de esperança: 

“CÂMARA DE VEREADORES DE PANELAS – PERNAMBUCO
QUINTA-FEIRA,14 DE AGOSTO DE 2014 – 15H00.
FERNANDO Antonio Nogueira PESSOA, um dos mais importantes escritores e poetas do modernismo em Portugal, escreveu: “NÃO SE ACOSTUME COM O QUE NÃO O FAZ FELIZ.” – Ou seja, reaja contra uma situação ou circunstância que lhe cause desconforto!
Na Câmara de Vereadores de Panelas, enquanto, suas excelências, os vereadores, não adentram ao recinto do plenário, o POVO, que veio assistir a reunião (sessão), fica exposto ao incômodo de um calor insuportável.
Eram 15h00, quando entrei no recinto da Câmara de Vereadores de Panelas. Lá, já se encontravam o presidente do SISMUP e uma meia dúzia de professoras. O calor era insuportável! Todos suados, porém, resignados. Perguntei o motivo dos condicionadores de ar não estarem ligados. Silêncio; foi a resposta. Ninguém sabia, tampouco, reclamava...
Após um longo e desconfortável período, eis que surge o presidente da casa, Wellington José Saraiva, seguido dos vereadores Manoel Caboclo e Zé Júlio. Estavam reunidos na sala do presidente. Ato contínuo, a funcionária da câmara se dirigiu aos condicionadores de ar e os ligou!
Alívio geral! Graças à chegada de suas Excelências, os vereadores, o ar ficou agradável, o ambiente confortável e todos respiraram aliviados!
Diante do exposto, indaguei ao vereador Manoel Caboclo: A CONTA DA ENERGIA; OS APARELHOS CONDICIONADORES DE AR; O SALÁRIO DA FUNCIONÁRIA QUE LIGOU OS APARELHOS PARA REFRIGERAR O AMBIENTE; OS SALÁRIOS DE SUAS EXCELÊNCIAS, OS VEREADORES E TODAS AS DEMAIS DESPESAS SÃO PAGAS COM O DINHEIRO DO POVO! ESSE MESMO POVO, QUE FICOU NO CALOR, ATÉ A CHEGADA DESSES SENHORES... ISSO É JUSTO?
O POVO PAGA A CONTA, MAS, QUEM USUFRUI DO CONFORTO SÃO AQUELES QUE DEPENDEM DO VOTO DESSE MESMO POVO, PARA ALI ESTÁ!
Ele, Manoel Caboclo, sorriu (tipo beijinho no ombro) e disse: “Ela já está ligando...”.
Quando iremos seguir o conselho do poeta Fernando Pessoa? Quando iremos reagir? Até lá, será “BEIJINHO NO OMBRO” e... Tchau!!!
PS:
Não houve sessão ordinária. O presidente avisou que haveria apenas uma homenagem ao ex-governador Eduardo Campos. O presidente do SISMUP e as professoras se quiserem fazer as suas reivindicações, terão que voltar outro dia.”.

Por José Arnóbio (retirado do perfil do Facebook do mesmo)


No facebook

PUBLICAÇÃO SUGERIDA

Erro Histórico do Município?

Se um povo que “não conhece sua história está condenado a repeti-la”, Panelas já repetiu muito sua história... Confira o vídeo basead...
continuar

RECEBA ATUALIZAÇÕES