PANELAS VS CUPIRA?

Não é nova aquela estratégia imbecil de jogar o povo contra ele mesmo. É a demonstração na prática daquela frase de Júlio César: “divide...

Publicado em 06/11/2017 | Por Pierre Logan (Colunista)
A+ A-

Não é nova aquela estratégia imbecil de jogar o povo contra ele mesmo. É a demonstração na prática daquela frase de Júlio César: “divide et impera” (dividir para conquistar). Em uma das postagens sobre violência no Facebook, a “prefeita” eleita do município de Panelas disse que “bastava olhar as cidades circunvizinhas” para saber que Panelas não está tão mal. Em outra “entrevista” na rádio de Cupira (pasmem), “o coisa” (aquele cara que não é prefeito, mas antidemocraticamente se recusa a deixar Panelas em paz) disse que “não se vê tantas obras nos outros municípios etc.” Enfim, sempre tentando mostrar o “grau de superioridade” do nosso governo medíocre.

Em primeiro lugar existe um motivo para Panelas está “totalmente” em obras e a operação cosa nostra (que por alguma razão parou) deu um sinal. Mas acredito que o segredo esteja nas “empresas” contratadas para executar o serviço, assim como nas máquinas e equipamentos (são milhões gastos todos os anos). Mas se o objetivo da classe politiqueira é comparar que seja pelo motivo certo e não pelo motivo errado. Paulo Câmara (PSB) é o verdadeiro responsável pela violência do estado. Ponto. Todos os municípios são vítimas do desgoverno dele. Essa é a semelhança entre todas as cidades do nosso querido Pernambuco. Vencida a questão da comparação com a violência, vamos as exceções, pois as exceções é que são espantosas.

A questão populacional entre Panelas (pouco mais de 26 mil habitantes) e Cupira (quase 24 mil habitantes) é quase que irrelevante, mas como podemos ver Panelas tem um pouco mais de pessoas. Não podemos esquecer que o município panelense tinha 30 mil habitantes, mas como muita gente precisa trabalhar para ganhar a vida, acaba indo morar fora, alguns, inclusive, em Cupira. Panelas pode até ter mais habitantes, mas a renda per capita de Cupira é maior. De acordo com o IBGE, a renda por cabeça de Cupira é de aproximadamente R$ 6. 180, 07 e o PIB (Produto Interno Bruto) é de R$ 142 846 mil. Enquanto Panelas fica abaixo disso com a renda per capita 4 915, 43 e o PIB de 127 826 mil. Lembrando que esse dado é do IBGE e não bate com os documentos dos pagamentos da Prefeitura, da Desvalorização Humana e com a população, mas fiquemos com os dados oficiais.

De acordo com o IBGE o clima de Panelas é semiárido (nunca!) e o de Cupira é Tropical (risos). Não estou brincando, são dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, que podem ser encontrados facilmente no wikipedia. Se for pesquisar não preste atenção na parte que Cupira resume bem sua história. Com três parágrafos diz tudo, mas Panelas ganha; resumindo com apenas duas linhas e não dizendo nada. Observe o tema do hino de cada uma. Cupira falando de vitórias e de como sua terra é linda. Panelas, falando de quem fundou e dizendo que sempre lembrará de puxar o saco dele. Vamos mudar de assunto que está ficando feio para gente.

Vamos para as receitas e outras coisinhas que o Governo manda para nossos queridos políticos eleitos (no caso de Panelas nem sempre eleitos) trabalharem. Espero que estejam entendendo a ironia, no município panelense nós temos corruptos de estimação e não somente políticos eleitos. Mas vamos para as receitas.

O município cupirense tem previsto para 2017 o valor de R$ 58.151.181,85 (cinquenta e oito milhões, cento e cinquenta e um mil, cento e oitenta e um reais e oitenta e cinco centavos). Panelas tem uma previsão de R$ 73.177.173,14 (setenta e três milhões, cento e setenta e sete mil, cento e setenta e três reais e quatorze centavos). Agora você já pode parar de se perguntar o porquê de tanta gente “se matar” por política em Panelas e o motivo real para “o coisa” não querer deixar o “osso” e continuar aparecendo nos palanques. Eis a questão: amor ao povo ou aos mais de 73 milhões? Nem adianta perguntar a quem ganha R$ 250 (duzentos e cinquenta reais) por mês o que essa pessoa acha, ela não entende em milhões.

Como podemos ver claramente no parágrafo anterior o Município de Cupira, que já foi um povoadozinho de Panelas, faz mais com menos. Eles elegem prefeitos que tem desde o começo dos anos 2000 contas aprovadas pelo TCE. O compromisso da população é com seu desenvolvimento e o enaltecimento do seu próprio povo, lá eles não permitem que alguém que não é cupirence venha de fora e se instale antidemocraticamente (como um parasita) e sugue o orgulho de um povo sofrido. Não cabe em Cupira a discussão de que sua população é eternamente carente. Eles correm atrás da vitória, enfrentam o prejuízo e ainda recebem de braços abertos as dezenas de panelenses desempregados que Panelas abandona. Cupira não é sinônimo de violência, como acha a nossa prefeita de direito, Cupira é sinônimo de independência e desenvolvimento.


Só deixando claro que os dados citados aqui não foram inventados e podem ser encontrados facilmente no Google e no site do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco. Mas se quiserem saber qual o maior exemplo que vejo em Cupira, saibam que é a democracia. Lá o prefeito eleito cumpre seu papel e entrega o comando ao seu sucessor sem usurpar o poder, sem envergonhar o seu povo, sem negligenciar a alternância do poder e deixa livre sua cidade para trilhar o caminho do desenvolvimento e da grandeza. Em panelas nós elegemos gente fraca de espírito assessorada por ex-prefeito fraco de caráter. A culpa não é só dos políticos. Não há corrupto sem corruptor. 


Coluna Política // Por Pierre Logan

Formando em Direito, Licenciando em filosofia, possui formação em Direito Eleitoral, Administrativo, Fundamentos do Direito Público, Ciência Política e Teoria Geral do Estado. Compositor, gravou no final de 2015 o disco Crônicas de Um Mundo Moderno. Atualmente atua na área jurídica e também é colunista do Jornal SP em notícias. Contato: Pierre.Logan@hotmail.com 

Veja mais publicações sugeridas para você

Política 1727786654057223249

Ótimas ofertas

Ótimas ofertas
Artigos esportivos e mais

PUBLICAÇÃO SUGERIDA

Programação da Maratona de Cruzes 2017

Divulgada a programação oficial da 34ª Maratona de Cruzes. A festa será realizada nos dias 24, 25 e 26 de Novembro. Programação da 34ª Mar...
continuar

Associado


No facebook

RECEBA ATUALIZAÇÕES

Online agora