PANELAS ESTÁ CONVIDADA

Preste atenção em cada uma das palavras que lerá aqui. Ouça a melodia da mudança e concentre-se nas coisas que podem mudar sua vida para me...

Preste atenção em cada uma das palavras que lerá aqui. Ouça a melodia da mudança e concentre-se nas coisas que podem mudar sua vida para melhor. Evite fazer pré-julgamentos. Nietzsche certa feita disse que “aqueles que foram vistos dançando foram imediatamente chamados de loucos por aqueles que não conseguiam escutar a música”. Com essa afirmativa ele quis dizer que antes de sermos capazes de julgar pessoas ou ideias devemos nos certificar de que estamos entendendo a mensagem. Lembre-se que, veridicamente, seres humanos iluminados como Sócrates, Einstein, Nikolas Tesla entre outros, inclusive, Jesus O Cristo (Deus em carne) foi considerado louco pelos que não “ouviam a música”.

Com isso estou lhe dizendo que quando você começar a fazer o certo, com toda certeza será criticado e talvez ofendido pelas pessoas que participam da “massa”. Se você estiver fazendo as coisas parecidas ou de maneira igual que a maioria das pessoas é provável que você esteja cometendo um grande atentado contra você mesmo. Para evitar esse tipo de erro, explanarei aqui algumas observações que você poderá utilizar para um tipo de autoleitura.

1 – Crie um ideal pelo qual acredite que vale a pena lutar. ‘Os fatos são pontos de partida; os ideais são faróis luminosos que, de trecho em trecho, iluminam a rota’. As pessoas febris por algum ideal são pessoas adversárias da mediocridade. Os idealistas são inquietos (como tudo o que vive o é); são contra a tendência mansa dos rotineiros. As pessoas sem ideais podem apreciar o mais e o menos, mas nunca distinguem o melhor do pior. Pessoas com ideias são fortes, ativas e vive pela força dos próprios pensamentos. Pessoas sem ideais são fracas, passivas e vivem (se é que isso é vida) pela cabeça de outras pessoas; essas apenas seguem a massa.

2 – Não minta para agradar. A psicologia das pessoas comuns se caracteriza pela sua incapacidade de serem verdadeiras. São pessoas rotineiras, mansas e esforçam-se para parecerem com os demais. Tentam pensar com a cabeça dos demais, compartilham a alheia hipocrisia moral e dão um jeito de se ajustarem as domesticidades convencionais. A comodidade é um lugar seguro onde toda superficialidade do caráter das pessoas fracas pode repousar. Pessoas pobres de espírito temem a opinião pública com a mesma submissão com que o trapaceiro teme o inferno; nunca têm a ousadia de colocar-se contra ela. São simples beneficiários da mediocridade moral que as rodeiam.


3 – Não seja covarde. Um homem de verdade sabe tremer diante de uma carícia de uma bela dama, mas não se furta a reagir e provocar uma avalanche de indignação diante de uma ofensa. Não tema nada nem ninguém, pois ainda que o mal seja irresponsável, seu gesto de coragem pode gerar efeitos abaladores de toda estrutura social que te rodeia. Lembre-se de Shakespeare: “O herege não é o que queima na fogueira, mas aquele que a acende”. O medo muitas vezes nos obriga a mentir por puro “sentido” de sobrevivência, entretanto, o hábito da mentira paralisa os lábios do hipócrita quando chega a hora de dizer a verdade.

4 – Estude muito, leia muito e informe-se. Não destruir a própria ignorância é perecer em vida. Praticamente nenhum déspota, ditador ou idiota útil vive bem ao lado de alguém informado. Pessoas rotineiras ou medíocres não sabem que acumular não é aprender; tragar não é digerir e absolutamente nada faz de um rotineiro um pensador por mais superficial que seja o assunto sobre o qual se disponha a pensar. Certa feita um ilustre pensador disse: “Ser tonto, egoísta e ter uma boa saúde, eis aí as três condições para ser feliz. Se lhe falta a primeira (ser tonto) tudo está perdido”. As pessoas medíocres não se preparam ou estudam, elas preferem a inércia; não pensar é a única maneira que encontraram para não se equivocar, então, transformam seus cérebros em casas de hospedagens desprovidas de dono, já que esperam que outros pensem por eles, e, quase sempre, agradecem intimamente pelo favor.

5 – Cuidado com a falsa modéstia. Os charlatães da modéstia são os piores de todos. As pessoas que aceitam essas máscaras hipócritas renunciam a viver mais do que permitem seus cúmplices. La Bruyére disse certa feita que “a falsa modéstia é o último refinamento da vaidade”. Eu acredito que seja a primeira. “A hipocrisia é a arte de amordaçar a dignidade; ela faz emudecer os escrúpulos nos homens incapazes de resistir à tentação do mal”. O hipócrita transforma sua vida inteira em uma mentira metodicamente organizada.

6 – Seja virtuoso; nunca passivo, morno ou indiferente. Biblicamente falando nem Deus gosta de gente morna, que não se posiciona, que não defende nada, não vive por nada, não morre por nada ou escolhe não se envolver. Não são assassinos, mas não impedem o assassinato; não roubam, mas não denunciam os assaltantes; não são traidores e nem leais; podem até não conspirarem contra a sociedade, mas não cooperam com o comum engrandecimento. A virtude, pelo contrário, exige fé, entusiasmo, paixão, arrojo, não cabe virtude quando os atos desmentem as palavras.

Essa é uma pequena lista que você pode utilizar para fazer um pequeno exercício pessoa de como você não será bem visto numa sociedade hipócrita e ignorante sem limites. Você pode fazer o teste para notar como tem vivido uma verdade ou uma mentira. Saberá com certeza quem são seus amigos e quem são os rivais disfarçados de amigos. Saberá quem é falso e quem busca a verdade e quem tenta dissimular para te usar como mero instrumento. Tudo isso diz muito sobre o sistema político de nossa cidade, pois políticos são eleitos do meio do povo e o único meio de criar políticos decentes é fazendo de nossa sociedade uma sociedade decente. Todos nós somos e fazemos parte disto, querendo ou não. Tudo isto é apenas um convite à inevitável festa da mudança e Panelas está convidada. 



PS: Caso queria aprofundar-se mais um pouco sobre esse assunto leia o livro O homem medíocre do argentino José Ingenieros (1877-1925).

SINOPSE: Este livro apresenta um alerta, a todos, para os perigos do rebaixamento moral, contido na classificação dos tempos modernos. Providos dos gens de nossos antepassados, durante a infância e a adolescência, uma miríade de normas sociais; deveriam elas, por princípio, aprimorar-nos para uma vida superior. Elas o fazem; mas, por caminhos escusos. Pois representam, de acordo com o simbolismo várias vezes empregado por Nietzsche, toda a carga depositada sobre a corcova do pobre camelo, que a carrega a cada dia em maior número, com maior pesar, indiferente aos olhos do seu dono. Acontece-nos carregar a carga até o dia em que, por qualquer destas indefectíveis forças misteriosas, internas ou externas, nos vemos obrigados a tomar caminho que não é de ninguém. Deixamos o hábito, a rotina, e seguimos esse caminho algo extasiados, envoltos no odor agradável de uma sonhada liberdade de ser. Ocorre que ainda somos camelos e temos sobre as costa um peso que nos fatiga e não nos permite o mergulho pleno nesta liberdade. Então, conforme Nietzsche, topamos pela frente com um tremendo dragão verde, soltando bolas de fogo pelas nervosas narinas, que nos sacode de nós mesmos num grande e largo susto; este é o momento crítico, pois não há volta - temos que enfrentar, na nossa condição de camelo, o feroz dragão que nos impede, sem qualquer escrúpulo, de prosseguirmos no nosso caminho.


Coluna Política // Por Pierre Logan

Formando em Direito, Licenciando em filosofia, possui formação em Direito Eleitoral, Administrativo, Fundamentos do Direito Público, Ciência Política e Teoria Geral do Estado. Compositor, gravou no final de 2015 o disco Crônicas de Um Mundo Moderno. Atualmente atua na área jurídica e também é colunista do Jornal SP em notícias. OAB-SP 218968E.

Veja mais publicações sugeridas para você

Política 3142753222905657188

SEJA INTELIGENTE!

SEJA INTELIGENTE!
"A leitura é para a mente o que o exercício é para o corpo" (Joseph Addison)

PUBLICAÇÃO SUGERIDA

Atendimento do Banco do Brasil em qualquer agência

O Banco do Brasil (BB) vai atender clientes em qualquer agência do País. E já começa a valer a partir do dia 2 de julho. O BB conse...
continuar

Associado


RECEBA ATUALIZAÇÕES

Panelas Pernambuco Podcast

No facebook

Online agora