PANELAS ESTÁ NO MAPA

Panelas está no mapa do Google de uma forma discreta e desatualizada. Talvez essa seja a maior semelhança que possamos ter com as estórias ...

Publicado em 06/02/2017 | Por Pierre Logan (Colunista)
A+ A-
Panelas está no mapa do Google de uma forma discreta e desatualizada. Talvez essa seja a maior semelhança que possamos ter com as estórias de desenvolvimento que espalham pelos quatros cantos carentes da cidade. É possível notar os pontos nevrálgicos das falhas do desgoverno causado pelo sistema sergianista. Pela expressão de cansaço e desespero silencioso das pessoas mais sofridas e que sorriem e buscam uma novidade nas calçadas de suas residências, é possível notar a solidão daqueles que poucas vezes na sua vida foram representados.

 Muitas estatísticas jamais contaram com essas pessoas. Algumas das pessoas que mais trabalharam pela construção do município nunca foram ouvidas. Um povo que talvez tenha entrado em tantos cadastros que nem imagina, mas que nunca foi ouvido, assistido ou ajudado. Digo isto porque não se ajuda alguém quando se devolve algo que lhe foi tirado. Neste caso apenas se devolve. Nada mais.  E poucos que perderam tem alguma mínima noção de quanto perdeu.

O grande sistema é feito dos pequenos sistemas. Os pequenos sistemas podem ser mapas que nos levam a algumas questões acerca da falta de preparo técnico e excesso de esperteza daqueles que desgovernam. Muitos mapas estão escondidos e submersos na falta de capacidade de se expressar do cidadão que entende pouco dos meios que poderia utilizar para buscar seus direitos. Até o próprio indivíduo resignado é um elemento chave, um pequeno sistema a serviço do grande sistema.


O cidadão silente por causa a sensação de que as coisas não andam é um reflexo evidente da supressão do espírito do homem causado pela mais completa falta de respeito para com o ser humano. Os mais velhos te tão um sorriso quando você passa e os cumprimenta sem conhecer, olham para você com os olhos da curiosidade, mas no brilho do sorriso dos trabalhadores suados é possível perceber que há um pouco de esperança. A esperança de que talvez algo novo esteja para acontecer. Não estão totalmente errados. Não estou totalmente certo, no entanto, tenho a convicção de que as coisas vão começar a mudar.

Panelas não está no mapa do desemprego e nem dos contratos humilhantes dos programas que desvalorizam a pessoa humana. Panelas não está no mapa das obras paradas. Panelas não está no mapa do desrespeito pelos professores e classes culturais. Panelas não está no mapa do nepotismo e dos “acordos” de distribuição de emprego para os “amigos do rei”. Panelas não está no mapa da violência causada pelo abandono das leis e dos bons costumes. Panelas não está no mapa das crianças carentes e sem alternativas válidas para o desenvolvimento de sua própria personalidade. Panelas se encontra em tantos outros mapas que envergonham e entristecem o coração de quem não tenha a capacidade de sentir apenas com o bolso.


Panelas está no mapa do descaso. Panelas está no mapa do nefasto desejo de manter o poder pelo poder. Panelas está no mapa do desemprego. Panelas está no mapa do subdesenvolvimento. Panelas está no mapa da violência que suprime a tranquilidade que outrora tínhamos nas cidades do interior. Panelas está no mapa de prisão política. Panelas está no mapa da falta de cuidado com a população. Panelas está no mapa dos políticos espertos e despreparados que faturam muito dinheiro em detrimento do cidadão que trabalha. Panelas está no mapa da ilusão de que algo está melhorando. Panelas está no mapa das coisas que não evoluem. Panelas está no mapa da divisão política causada por interesse dos que se interessam pela manutenção da condição sub-humana de uma população carente de representação. Panelas segue um cronograma estranho, um caminho perigoso que não leva a nenhum lugar desejável. Panelas está no mapa do incompreensível medo de mudar e ser feliz.  

Coluna Política // Por Pierre Logan


Formando em Direito, Licenciando em filosofia, possui formação em Direito Eleitoral, Administrativo, Fundamentos do Direito Público, Ciência Política e Teoria Geral do Estado. Compositor, gravou no final de 2015 o disco Crônicas de Um Mundo Moderno. Atualmente atua na área jurídica e também é colunista do Jornal SP em notícias. OAB-SP 218968E.

Veja mais publicações sugeridas para você

Política 5402048085310948671

SEJA INTELIGENTE!

SEJA INTELIGENTE!
"A leitura é para a mente o que o exercício é para o corpo" (Joseph Addison)

PUBLICAÇÃO SUGERIDA

AS DÍVIDAS DE SÉRGIO MIRANDA

Antes que algum fanático desinformado apareça dizendo que estou mentindo, segue os links do site oficial do Tribunal de contas do Estad...
continuar

Associado


RECEBA ATUALIZAÇÕES

Panelas Pernambuco Podcast

No facebook

Online agora