O QUE MUDA EM 2017?

"A mudança das condições ruins ou boas em que você se encontra não depende de um mero acaso"
A resposta para a pergunta do título deste texto é a mais relativa possível: depende! A mudança da situação não depende exclusivamente da sorte. A mudança das condições ruins ou boas em que você se encontra não depende de um mero acaso. A sorte ou azar que tenha vivido no aspecto financeiro, religioso, amoroso, familiar por incrível que pareça tem pouquíssimo a ver com sorte ou azar. Porque se repararmos bem veremos que essas coisas são meras consequências de ações que promovemos ou atitudes que tomamos. Correndo o risco de estar chovendo no molhado, proponho mais que uma reflexão. Proponho aqui uma mudança estrutural que pode levar sua vida para lugares nunca antes imaginados pela sua cabeça preocupada.

A única coisa que um ano novo nos proporciona é a oportunidade. Se as oportunidades forem as mesmas de qualquer ano velho e nós formos os mesmos indivíduos, com as mesmas posturas, os mesmos vícios, os mesmos medos, a mesma capacidade e, sobretudo, os mesmos hábitos, há uma grande possibilidade de tudo permanecer igual e o dito “ano novo” não trazer nenhuma novidade. Isso pode fazer com que nos tornemos pessoas angustiadas e pessimistas diante de um universo que parece não colaborar com nossos sonhos e metas.

Todo o parágrafo anterior pode ser resumido em uma única frase: “O ano novo não será novo se você for o mesmo ser humano”. Sei que isto é uma coluna política e a maioria dos leitores gostariam que eu mantivesse o estilo de anos atrás, no entanto, que legitimidade teria eu para falar de mudança se continuasse o mesmo? Antes também tinha uma posição equivocada acerca do que imaginava ser política. Hoje tenho plena consciência de que política cuida de necessidades humanas, pois é ela que determina como os grupos de pessoas passarão sua breve existência nesta terra.
"O ano novo não será novo se você for o mesmo ser humano"

Se observarmos com um pouco mais de atenção a história e calcularmos a data de emancipação de várias cidades da nossa região, veremos com certa facilidade que alguns municípios cresceram bastante e outros não. As condições climáticas são as mesmas, a topografia praticamente igual, a posição estratégica (comercialmente) é favorável, não obstante, uns municípios cresceram mais que outros e aumentaram consideravelmente sua economia e qualidade de vida. Fica claro que essa diferença de evolução tem algo a ver com decisões, ideias, trabalhos, ética, posturas e capacidade das lideranças de cada cidade. Isso significa que a população escolheu bem seus representantes, ou seja, todos participaram de uma forma ou de outra para o sucesso do grupo.

Sabemos que a vida não é um plano cartesiano, mas no sentido que desenvolvo aqui, penso que cabe perfeitamente. Quando votamos em alguém, damos a esse alguém a legitimidade para falar e agir por nós. O que significa que cada um deposita sua parcela de poder para que indivíduos tomem atitudes que, em tese, seriam as suas. O poder do Estado é na verdade a soma de várias unidades de poder conferido por cada cidadão que a partir do momento em que se encontra na sociedade transfere poderes de julgar, punir, gerir, gastar, educar, cuidar etc. É o mesmo que dizer que cada um de nós representa uma das várias parcelas que compõem a estrutura política. Se a maioria das parcelas muda. O sistema inteiro muda.

"É mudando o presente que paulatinamente moldamos o futuro"
Por essa razão cada pessoa deveria se sentir parte importante no processo e tomar a responsabilidade para si. Os governos mundiais são meros reflexos de círculos menores. Sua família obedece aos mesmos princípios. Sua casa possui bases semelhantes. Há sempre a distribuição de competência, direitos e responsabilidades dentro de nosso lar. Há uma necessidade de decoro ao tratarmos nosso vizinho, portanto, devemos levar a realidade que queremos ver na nossa casa para a política. Só assim poderemos começar a receber de volta aquilo de melhor que damos para o outro. É mudando o presente que paulatinamente moldamos o futuro.

"Não espere outro ano novo. Seja a mudança que você quer ver no ano"
2017 oferecerá, meus amigos, oportunidades de mudança. Nada mais. Crie suas metas, abandone o peso do passado (mas não o esqueça), pois ele com certeza deixará você mais lento e cansado. Abandone a ansiedade. Não perca tempo com inveja. Julgue em silêncio as coisas que você deseja em sua vida, mas não as condene. Colecione amigos verdadeiros e desconstrua aos poucos aquela vaidade impregnada na alma da sociedade contemporânea. 2017 oferece para você a oportunidade de mudar: você mesmo, sua vida, sua casa, sua rua, seu bairro, sua cidade, seu Estado, seu país e o mundo. Não espere outro ano novo, faça de você uma pessoa melhor. Faça de você um novo ser humano diário. Seja a mudança que você quer ver no ano. 

Coluna Política // Por Pierre Logan

Formando em Direito, Licenciando em filosofia, possui formação em Direito Eleitoral, Administrativo, Fundamentos do Direito Público, Ciência Política e Teoria Geral do Estado. Compositor, gravou no final de 2015 o disco Crônicas de Um Mundo Moderno. Atualmente atua na área jurídica e também é colunista do Jornal SP em notícias. OAB-SP 218968E.

Veja mais publicações sugeridas para você

Política 2659057805287031167

Postar um comentário

Os comentários ou recados neste site refletem tão somente a opinião do autor do mesmo. Seja ético e não publique spam.

emo-but-icon

SEJA INTELIGENTE!

SEJA INTELIGENTE!
"A leitura é para a mente o que o exercício é para o corpo" (Joseph Addison)

PUBLICAÇÃO SUGERIDA

AS DÍVIDAS DE SÉRGIO MIRANDA

Antes que algum fanático desinformado apareça dizendo que estou mentindo, segue os links do site oficial do Tribunal de contas do Estad...
continuar

Associado


RECEBA ATUALIZAÇÕES

Panelas Pernambuco Podcast

No facebook

Online agora