NÃO HÁ PLANOS PARA PANELAS

Não é um julgamento com pretensão de justificar ou não a questão do mérito. Tão pouco espero atribuir a um ou outro os motivos que levaram ...

Publicado em 21/11/2016 | Por Pierre Logan (Colunista)
A+ A-
Não é um julgamento com pretensão de justificar ou não a questão do mérito. Tão pouco espero atribuir a um ou outro os motivos que levaram Joelma Duarte a candidatar-se e vencer as eleições municipais de 2016. Há tempos venho falando sobre a capacidade que Lourinho tem para perder (talvez propositalmente) e dizer outra coisa agora seria, no mínimo, e, absurdamente, contraditório.

O fato é que tivemos um vencedor. Acredito que não tenha sido o povo, mas torço para estar errado. No meu entendimento qualquer um que concorde com o desgoverno que Sérgio fez em Panelas não merece voto, mas parece que alguns cidadãos honestos e outros não tão honestos entendem de outro modo. É a democracia. Uma hora a gente está saltando de alegria e gritando o nome de Jesus e outra está implorando para que soltem Barrabás. Joelma não é nem um nem outro, mas tem grande responsabilidade para com o povo, ou não.

Costumo fazer na vida o que faço no xadrez. Tento adiantar os movimentos do meu “interlocutor”. Tenho acertado com mais frequência do que errado, mas confesso que é um exercício de imaginação cansativo ficar mapeando as possibilidades dos pensamentos de outras pessoas, especialmente quando não há como antecipar-me e fazer um ataque de resposta aos desmandos quadrúpedes que vêm sendo feitos no município.

No Plano de Governo apresentado pela candidata, não se tem muita surpresa. O que aparece mesmo é o velho gerúndio político apresentado anos atrás pelo próprio Sérgio Miranda como, por exemplo: “Continuando”, “apresentando”, “desenvolvendo”, “ampliando” etc. É aquilo que chamei há quatro anos atrás de “mentira por escrito”. Pretendo analisar cada item do referido plano em algum momento mais oportuno. Por hora entendamos que o documento está mais para outra promessa descabida de quem promete continuar mantendo o que nem existe ainda.

Por outro lado, os eleitores de Joelma (ou de Sérgio), seguiram aquele discurso de “continuar fazendo” e é exatamente por isso que tenho o próximo governo como algo revolucionário, pois a forma de administrar Panelas é simples e curiosamente “malandra”. Basta fazer o que a maioria quer. E o que querem é receber o salário em dia. Pouco importa a violência, a falta de cultura, o esporte problemático, as drogas levando jovens à morte. O que importa é ter um dinheiro que não é seu, para comprar o que não precisa, agradar pessoas que não gosta e provar que é uma pessoa que não é.

Como assim, Pierre, o dinheiro não é meu? Muito simples. Como uma cidade que arrecada cerca de 500 mil por ano tem possibilidade de sustentar tanto funcionário? Pois é. Não tem. Agora junte o inútil ao desagradável e pense nos motivos que levam o rombo do PANELASPREV a ficar cada vez maior e, inclusive, fazer com que apresentem na câmara um projeto que propõe o “REparcelamento” de um buraco que já era enorme. Todo ano a mesma proposta. Parcelar novamente o que havia sido parcelado. E tem gente que não acredita no crime só porque não viu o corpo (ainda). Lamentável. Então se eu pego algo que não é meu e dou a você (ainda que isso seja dinheiro), esse “algo” não é seu.

Cidade pequena é algo curioso. Promotor Público serve para que mesmo? Porque pelo que aprendi na faculdade de direito...Enfim, o conceito não serve para Panelas. Desmandos atrás de desmandos e nenhuma providência tomada. Vez ou outra o TCE acha pistas, condena, estabelece uma multa que até um mendigo teria condições de pagar e fica por isso mesmo. Não importa as denúncias feitas, nem as provas postadas neste site, nem mesmo o documento exposto no próprio site da prefeitura com prova cabal de nepotismo. O que importa é manter as pessoas com espírito de funcionário público.

Sérgio não fecha o atual mandato de algemas porque a justiça é cega e como sabemos, o pior cego é o que não quer ver. O que mais ouvi nas ruas de Panelas foi lamentações de pessoas que sempre diziam: “o juiz é amigo do prefeito” e eu pensava: “não acredito que seja”. Jorge pode ser amigo de quem quiser e o problema é exclusivamente dele, mas o JUIZ Jorge, deve se manter inerte para que a balança não se mova para nenhum dos lados e o julgamento justo torne-se impossível. Mas o que ele faz? Aparece em um dos “palanques” ao lado de políticos em apoio a uma guarda municipal que está mais para um grupo paramilitar. A meu ver, passou a ser suspeito.

Por que será que estou dizendo essas coisas? Porque o plano de governo não toca no assunto. O que significa que o único plano é:

1. Maquiar o que ainda não foi feito;

2. Continuar expandindo o rombo da previdência;

3. Continuar mantendo a Câmara de vereadores nas mãos do executivo;

4. Torcer para que o Ministério Público continue silente, o juiz ocupado (sendo juiz em outras cidades);

5. Manter a população (Classe privilegiada) de barriga cheia e cabeça vazia;

6. Manter a população pobre saindo para viver fora da cidade ou ficando para morrer nas BRs da vida.


Acredito que Joelma, se fosse prefeita de fato e não apenas de direito, teria condições para mudar tudo se fosse outra pessoa. Acredito que o Ministério Público ainda tem tempo de tentar limpar a grande mancha de sangue que deixou na história do município. Não acredito que nenhum dos meus amigos mortos ressuscitem para contar o quão foram enganados pelo “sistema”, mas quem me conhece sabe que acredito que há vários tipos de justiça e vários caminhos para se chegar até ela. Vou orar e agir para que algo seja feito, antes que a população explorada se canse. Vem acontecendo muito no país. Por hora, todos tem planos de mudar algo e ficar rico, mas, não há planos para Panelas. Fica assim; tudo certo. Nada resolvido.



Coluna Política // Por Pierre Logan


Formando em Direito, Licenciando em filosofia, possui formação em Direito Eleitoral, Administrativo, Fundamentos do Direito Público, Ciência Política e Teoria Geral do Estado. Compositor, gravou no final de 2015 o disco Crônicas de Um Mundo Moderno. Atualmente atua na área jurídica e também é colunista do Jornal SP em notícias.

Veja mais publicações sugeridas para você

Política 941625737350101966

SEJA INTELIGENTE!

SEJA INTELIGENTE!
"A leitura é para a mente o que o exercício é para o corpo" (Joseph Addison)

PUBLICAÇÃO SUGERIDA

AS DÍVIDAS DE SÉRGIO MIRANDA

Antes que algum fanático desinformado apareça dizendo que estou mentindo, segue os links do site oficial do Tribunal de contas do Estad...
continuar

Associado


RECEBA ATUALIZAÇÕES

Panelas Pernambuco Podcast

No facebook

Online agora