INFARTO ou PARADA CARDÍACA: Saiba como identificar e o que fazer!

Publicado em 10/05/2016 | Da Redação Panelas Pernambuco
A+ A-
Primeiramente vale lembrar que infarto e parada cardíaca são situações diferentes, enquanto o infarto está relacionado a interrupção do fluxo sanguíneo para o coração, dificultando o seu funcionamento (não necessariamente para), a parada cardíaca refere-se a uma alteração no ritmo do batimento, fazendo com que o coração não trabalhe de forma correta (nesse caso há a parada) e desse modo não bombeie sangue para o cérebro e outras partes do corpo. A pessoa que sofre um infarto pode evoluir para uma parada cardíaca e ambos podem ser fatais.


SINAIS E SINTOMAS

PARADA CARDÍACA
INFARTO

Inconsciente, coração treme em vez de bater corretamente.
Dor e desconforto do peito e membros superiores (braços), suor excessivo e náuseas (vontade de vomitar).

MUITAS VEZES A PESSOA SENTE OS SINTOMAS DO INFARTO HORAS OU ATÉ MESMO DIAS ANTES DELE ACONTECER

Segundo informações do site “coração alerta”, cerca de 85% das vezes em que há uma parada cardíaca, foi provocada por um infarto. A relação se dá devido ao mecanismo do coração de tentar se preservar, quando o coração para de receber o fluxo normal de sangue, ele provoca arritmias (batimento irregular) e com isso pode levar a parada cardíaca.

Os principais fatores de risco para o infarto estão ligados a:
• Sobrepeso/obesidade;
• Sedentarismo,
• Tabagismo,
• Hipertensão,
• Diabetes,
• Hipercolesterolemia (aumento da concentração de colesterol no sangue)
• Estresse.

Suspeita-se de uma parada cardíaca quando a vítima é encontrada:
• Inconsciente (desacordada);
• Não responde mesmo quando você estimula através do toque com a mão,
• Não respira
• Não tem pulso.

Nesse caso, de acordo com as novas diretrizes voltada para o suporte básico e suporte avançado de vida, recomenda-se:
• O primeiro passo é acionar o SAMU através do número 192;
• Começar a Ressuscitação Cardiopulmonar (RCP);
• Se houver a possibilidade de fazer as compressões torácicas e ventilar, deve se fazer os dois, quando só a a possibilidade de realizar um, deve-se focar nas compressões;
• Se for com ventilação, se faz duas ventilações a cada 30 compressões (o boca a boca como é conhecido, só é recomendado se houver algum dispositivo para se proteger, devido as inúmeras doenças que podem ser transmitidas por esse contato);
• Deve-se respeitar a frequência de compressões de 100 à 120 por minuto;
• A profundidade das compressões deve ser, em adultos, até 5cm (não podendo exceder os 6cm);
• Lembrar de checar a respiração e pulso da vítima;

Posição correta da massagem | Protetor para respiração oa a boca
Em caso de sinais e sintomas do infarto, acionar o SAMU ou ir até o centro de saúde mais próximo da sua casa, mesmo não tendo a certeza sobre o problema, sempre será melhor prevenir. O que pode ser feito até a assistência dos profissionais de saúde é tentar acalmar a pessoa.


Janily AlvesColuna Saúde // por Janily Alves

Estudante Graduando em Enfermagem no
Centro Universitário do Vale do Ipojuca (UNIFAVIP).

Veja mais publicações sugeridas para você

Saúde 272190925298828707

Postar um comentário

Os comentários ou recados neste site refletem tão somente a opinião do autor do mesmo. Seja ético e não publique spam.

emo-but-icon

PÓS-GRADUAÇÃO

PÓS-GRADUAÇÃO
22% DE DESCONTO, não perca essa oportunidade!

PUBLICAÇÃO SUGERIDA

Atendimento do Banco do Brasil em qualquer agência

O Banco do Brasil (BB) vai atender clientes em qualquer agência do País. E já começa a valer a partir do dia 2 de julho. O BB conse...
continuar

Associado


RECEBA ATUALIZAÇÕES

Panelas Pernambuco Podcast

No facebook

Online agora