H1N1: 10 cuidados que você deve tomar com a sua saúde neste Festival Nacional de Jericos

Todos os anos comemora-se na cidade de Panelas-PE a tradicional festa do dia 1 (um) de Maio, o Festival Nacional de Jericos. Não é novidade o quantitativo de pessoas que vem de fora, turista de todas as partes do Brasil e até do exterior. Com isso, alguns cuidados devem ser tomados para o bem da nossa saúde.


CUIDADOS QUE VOCÊ DEVE TOMAR COM  A SUA SAÚDE NESTE FESTIVAL NACIONAL DE JERICOS

Entenda:

Lembra-se do vírus da H1N1?

É um tipo de vírus influenza. E o que é influenza? A influenza, que é popularmente conhecida como gripe, trata-se de infecção do sistema respiratório e divide-se em três grupos: A, B e C. O tipo C é o responsável pela forma mais “fraca” da doença, já o tipo A e B, se apresenta nas formas mais graves, são as responsáveis pelas grandes pandemias (tipo de doença que pode se espalhar por todas as partes do mundo). Na influenza tipo A, é onde encontramos o Vírus da H1N1, já que ele se divide em dois subtipos, H1N1 e H3N2, que atualmente circula em humanos.

O que é importante você entender é: existem vários tipos de vírus influenza/gripe, e cada um vai se manifestar de forma diferente no seu organismo, em níveis de gravidade diferente.

No caso do Vírus influenza A (H1N1), é uma das formas mais graves, porém o meio de transmissão é igual os demais vírus influenza:

De forma direta: por meio das secreções das vias respiratórias de uma pessoa contaminada ao espirrar, ao tossir ou ao falar;
De forma indireta: pelas mãos, que após contato com superfícies recentemente contaminadas por secreções respiratórias de um indivíduo infectado, podem carregar o vírus diretamente para a boca, nariz e olhos. Observação: Alguns vírus ou bactérias vivem entre 2 a 8 horas em superfícies (objetos, alimentos, roupas, etc).

Segundo boletim do Ministério da Saúde, até 14° semana desse ano (2016), foi registrado 1012 casos de gripe H1N1 em todo o Brasil, desses houveram 153 óbitos, distribuídos no País da seguinte forma:
  • NORTE: Amazonas (1), Pará (3), Amapá (1);
  • NORDESTE: Ceará (2), Rio Grande de Norte (2), Paraíba (1), Pernambuco (1), Bahia (3);
  • SUDESTE: Minas Gerais (4), Rio de Janeiro (8), São Paulo (91), SUL: Paraná (2), Santa Catarina (10), Rio Grande do Sul (6);
  • CENTRO OESTE: Mato Grosso do Sul (3), Mato Grosso (2), Goiás (9), Distrito Federal (3);
  • EXTERIOR: E teve 1 (um) caso de contaminação e óbito de um brasileiro em outro País.
Sabendo que a cidade estará recebendo turistas de boa parte dessas regiões, entendemos que há um risco maior de contaminação e/ou transmissão, nesse caso o que pode ser feito é adotar medidas preventivas. Para isso, o Ministério da Saúde recomenda algumas medidas, também chamadas de “Etiquetas respiratórias”.

Confira a seguir os 10 cuidados que se deve tomar para evitar a contaminação pelo vírus H1N1:

  1. Frequente lavagem e higienização das mãos, principalmente antes de consumir algum alimento;
  2. Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  3. Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  4. Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  5. Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  6. Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  7. Manter os ambientes bem ventilados;
  8. Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas de gripe;
  9. Indivíduos que apresentem sintomas de gripe devem: evitar sair de casa em período de transmissão da doença (até 7 dias após o início dos sintomas), restringir ambiente de trabalho para evitar disseminação, evitar aglomerações e ambientes fechados;
  10. Adotar hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos;
Em caso de sentir alguns desses sintomas: dificuldade para respirar, lábios com coloração azulada ou roxeada, dor ou pressão abdominal ou no peito, tontura ou vertigem, vomito persistente e convulsão, o recomendado é procurar um serviço de saúde.

Vacinação contra o H1N1

A vacina ainda é o meio mais eficaz de prevenção, entretanto uma lista de prioridade deve ser seguida, e dependendo da demanda dessa lista, você (que não se encaixa em nenhuma delas) pode ficar de fora. É prioridade receber a vacina:
  • Crianças de 6 meses a menores de 5 anos;
  • Gestantes;
  • Puérperas;
  • Trabalhador de saúde;
  • Povos indígenas;
  • Indivíduos com 60 anos ou mais de idade;
  • População privada de liberdade;
  • Funcionários do sistema prisional;
  • Pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis;
  • Pessoas portadoras de outras condições clínicas especiais (doença respiratória crônica, doença cardíaca crônica, doença renal crônica, doença hepática crônica, doença neurológica crônica, diabetes, imunossupressão, obesos, transplantados e portadores de trissomias).
No Brasil, o início da campanha de vacinação estava prevista para o dia 30 desses mês (Abril), mas devido a necessidade, alguns estados adiantaram, inclusive Pernambuco. Vá até o Postinho de Saúde mais próximo da sua casa e se informe. 

FIQUE ATENTO E PROTEJA-SE!

Janily AlvesColuna Saúde // por Janily Alves

Estudante Graduando em Enfermagem no
Centro Universitário do Vale do Ipojuca (UNIFAVIP).

Veja mais publicações sugeridas para você

Em Destaque 9126213503221974347

Postar um comentário

Os comentários ou recados neste site refletem tão somente a opinião do autor do mesmo. Seja ético e não publique spam.

emo-but-icon

Promoção

Promoção
“GANHE R$50 OFF” ou MAIS, não perca essa promoção!

PUBLICAÇÃO SUGERIDA

Fim da Zona Eleitoral de Panelas

Juiz Eleitoral de Panelas-PE comunica o encerramento da 49ª Zona Eleitoral do Estado de Pernambuco. O Excelentíssimo Senhor Juiz El...
continuar

Associado


RECEBA ATUALIZAÇÕES

No facebook

Online agora