Os covardes não passarão

A covardia é um dos mais antigos vícios humanos. Corrupção máxima da prudência. Condenada por líderes que tiveram papel fundamental na transformação do mundo. De acordo com Mahatma Gandhi o medo tem alguma utilidade, mas a covardia é completamente inútil. Para Confúcio o medo é simplesmente o ato de saber qual o bem a ser feito e deixar de fazê-lo, mas para o atual presidente da Câmara Municipal de Panelas, Manoel Caboclo, a covardia é algo natural e uma das principais marcas de sua personalidade gelatinosa.

"O medo é simplesmente o ato de saber qual o bem a ser feito e deixar de fazê-lo"
Na ultima quinta-feira o “Mané presidente” decidiu cancelar a reunião da Câmara e para isso inventou uma viagem. Depois de algumas horas pediu que editassem a desculpa que ele havia deixado na página da Casa Legislativa e dissessem que ele estava doente. Na verdade ele estava com medo.

Durante a semana convocamos pessoas pelas redes sociais para participarem das próximas reuniões da Câmara, pois logo entrará em votação o projeto que estabelece o concurso público e as contas do atual digestor do município que, segundo o TCE, devem ser recusadas pelos vereadores. Covardemente aos quarenta e cinco minutos do segundo tempo o Mané presidente cancelou a reunião com diversas desculpas, mas, ainda assim, convocamos a população para que se reunissem na frente da Câmara.

Pessoas de São Lazaro, Cruzes e Panelas se reuniram na frente daquela que os vereadores costumam chamar de “a casa do povo”, mas foram recebidos de portas fechadas. O vereador Edson Rufino, que também não concordou com a postura incorreta do Manoel Caboclo, fez um discurso e salientou a subserviência e parcialidade dos vereadores de situação.

Até aí tudo normal. Vereadores de situação fugindo da briga, uma desculpa tosca para manchar ainda mais a imagem já desgastada dos políticos do município, Mané Caboclo fingindo alguma coisa, Câmara fechada na cara do povo etc. O que não pode ser considerado normal são os boatos que se seguiram nos debates sobre a política de Panelas. É preciso que o promotor da cidade (avisem a ele) leia o que escreverei a seguir e tome as devidas providências para que haja uma investigação e confirmação sobre a possível veracidade desses boatos.

Há quem diga que o vereador Denival vai votar a favor das contas do atual prefeito porque tem um loteamento ilegal em Cruzes e tem medo de ter problemas com a Prefeitura. Lembrando que o TCE considerou as contas de Sérgio Miranda irregulares e houve unanimidade na decisão. Para que um dos vereadores do grupo do prefeito discorde será necessário uma fundamentação melhor que a que os advogados do prefeito deram no recurso interposto, pois não surtiu efeito nenhum. O TCE manteve a decisão. O que nos leva a pensar que realmente há um loteamento ilegal e que realmente pode haver um medo de represarias.

Quanto à questão do concurso público também há uma determinação do Tribunal de Contas do Estado considerando contratações temporárias ilegais. O projeto foi feito e enviado para a Câmara, no entanto os vereadores ainda não tiveram a mínima vontade de aprovar. Um dos possíveis motivos de toda essa tergiversação é que o concurso público não só trás mais segurança para várias pessoas como também elimina vários cabrestos eleitorais da cidade. Grande parte dos eleitores de Sérgio Miranda trabalha na prefeitura e só o apoia por temer ficar sem sua “mamata”. Tem gente que não precisa nem trabalhar para receber.

Covardia do atual prefeito que não tem coragem de jogar limpo. Covardia dos que se submetem a atual situação, que não tem confiança na sua própria capacidade e se mantêm sob as sombras das arvores alheias. Covardia dos vereadores que foram eleitos para representar a população e recebem para fiscalizar o executivo, deliberar sobre questões pertinentes e comparecer as reuniões. A desculpa oferecida pelo Manoel Caboclo não funcionou porque no caso de falta do presidente o primeiro secretário, Denival, deveria assumir. Na falta de Denival, a vereadora Tita deveria assumir, mas nada disso foi feito.

"Qualquer um pode ignorar a realidade, mas ninguém é capaz de escapar das consequências da realidade"
Não considero esses cancelamentos súbitos de reuniões mera parcialidade ou falta de compromisso. Penso ser uma das mais covardes formas de encarar uma realidade que trará consequências. Qualquer um pode ignorar a realidade, mas ninguém é capaz de escapar das consequências da realidade. A covardia nunca é uma boa forma de encarar alguma coisa.

"O medo pode ter criado os primeiros escravos, mas é a covardia que deixará escravos para sempre"
Devemos, portanto, insistir. Devemos nos fazer presentes em todas as reuniões da Câmara Municipal de Panelas e cobrar o que é certo. O que é justo. Devemos fazer força contra esse sistema podre que nos pisoteia todos os dias. Não tenhamos medo. O medo pode ter criado os primeiros escravos, mas é a covardia que deixará escravos para sempre. Gritemos. Lembremos-nos das palavras de Abraham Lincoln: “pecar pelo silêncio, quando se deve protestar, transforma homens em covardes”.

Coluna Política // Por Pierre Logan

Bacharelando em direito na FMU, formação em
Filosofia e Filosofia Geral, Fundamentos do Direito Público,
Ciência Política e Teoria Geral do Estado.

Veja mais publicações sugeridas para você

Opinião 5695327540774534235

Postar um comentário

Os comentários ou recados neste site refletem tão somente a opinião do autor do mesmo. Seja ético e não publique spam.

emo-but-icon

SEJA INTELIGENTE!

SEJA INTELIGENTE!
"A leitura é para a mente o que o exercício é para o corpo" (Joseph Addison)

PUBLICAÇÃO SUGERIDA

AS DÍVIDAS DE SÉRGIO MIRANDA

Antes que algum fanático desinformado apareça dizendo que estou mentindo, segue os links do site oficial do Tribunal de contas do Estad...
continuar

Associado


RECEBA ATUALIZAÇÕES

Panelas Pernambuco Podcast

No facebook

Online agora