Panelas: Vivendo de maquiagem

Publicado em 27/05/2014 | Da Redação do Panelaspernambuco.com
A+ A-
“Aos amigos tudo aos outros justiça!” 
A frase em destaque é um velho ditado que no momento, lamentavelmente, não recordo a época, mas imagino a situação que foi colocada, pois em Panelas; nos dias de hoje, se encaixa perfeitamente. É um pensamento forte que se refere à justiça de um jeito bem brasileiro (pensando global), ou Panelense (pensando local). Apesar de o título da matéria não se referir a ineficiência do judiciário panelense, chegaremos lá.

Há em nosso município um completo jogo de aparência, pois em Panelas até entulho de obras (se é que podemos chamar de obra) não concluídas, ou melhor; não começadas, merecem uma pazinha de maquiagem. Quem não viu uma grande mensagem, aparentemente para enganar os turistas, bem no meio da destruição do açude? Bem, para os que não notaram aquela “pequena”, mas eficaz placa no meio do entulho: “REVITALIZAÇÃO E URBANIZAÇÃO DAS MARGENS DO RIO PANELAS”. É para rir, ou para chorar? Eu sorri, mas sejamos francos, caros leitores: É muita cara de pau! Ou será que é, mais uma vez, uma forma de fazer com que os turistas acreditem que o povo panelense é burro a ponto de destruir um paredão para “revitalizar a margem”?

REVITALIZAÇÃO E URBANIZAÇÃO DAS MARGENS DO RIO PANELAS”

Não sei exatamente quem estão tentando enganar. Se realmente for uma “revitalização” o povo foi enganado, pois a outra placa diz que será construída ali uma “academia das cidades”. Se for uma “academia das cidades”, então, mais uma vez o povo foi enganado já que não haverá revitalização. A primeira parte da mentira já foi desmascarada. A obra atrasou, a oposição não cobrou e se alguém observou a lei 8.666/93, não observou direito.

Mais além dos escombros do açude de Panelas

Não foram apenas os escombros do açude que necessitaram de maquiagem. O plano de governo do atual prefeito do município, apesar de bem escrito, é uma verdadeira fabrica de fantasia. Caso alguém diga que estou com “conversa afiada”, faça do jeito certo; pegue o plano de governo, leia e só depois de fundamentar suas opiniões se pronuncie. Caso não o faça, também não terá importância, pois Panelas é a terra em que tudo é dito de qualquer jeito, crianças são mortas a tiros e as “autoridades” falam, em uma entrevista para o SBT, que as crianças cometiam pequenos furtos, como se fosse a coisa mais natural do mundo. Terra em que os vereadores precisam socar uma mesa para chamar atenção, já que seus argumentos são ridículos. Onde oposição não faz oposição, mas faz reunião com políticos (a nível Estadual) para “negociar” sua parte.

Agora precisamos dizer as pessoas que se acham politizadas, mas que se entregam facilmente a qualquer “partido de oposição”, simplesmente para dizer que são de oposição que esse não é o caminho. Temos que convencer os professores que enquanto tivermos educadores formados no século XX, com cabeça do século XVIII, tentando formar pessoas para o século XXI; não adianta conquistar maiores salários. Há uma necessidade imensa de convencer pessoas “politizadas” que depois de tudo o que aconteceu em nosso município, agora sim, podemos dizer: Panelas é uma cidade pequena!

Por Pierre Logan

Veja mais publicações sugeridas para você

Política 605880815957503789

Postar um comentário

  1. Eu gostaria de saber quem no nosso município fez tantas obras importantes iguais as que o atual prefeito realizou,não adianta conversar besteira.Sérgio foi, é e sempre será um exemplo pro município.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já que você "gostaria de saber" eu te digo. Todos! Todos os prefeitos anteriores construíram mais obras do que o atual. Até Fred fez o EREMPA (Na época CEEPA), o CEED e até trouxe o celular para Panelas. Os que mais construíram foram os prefeitos Demócrito e Sizino Moura. A única obra "importante" que Sérgio fez foi aquela estatua de jumento da delegacia para baixo.

      Excluir
  2. Primeiro ponto. É muito fácil trocar uma placa com os dizeres da obra. O difícil é acreditar que há pessoas que nem percebem quando essa troca é feita.
    Segundo. Eu ainda não entendo muito da lei 8.666/93, ainda estou estudando. Mas princípio da moralidade passou longe. E o básico do princípio da publicidade, até mesmo pela troca mágica do destino da obra, foi completamente ignorado. Se não é possível seguir uma regra básica fica difícil esperar algo além.

    ResponderExcluir

Os comentários ou recados neste site refletem tão somente a opinião do autor do mesmo. Seja ético e não publique spam.

emo-but-icon

Ótimas ofertas

Ótimas ofertas
Artigos esportivos e mais

PUBLICAÇÃO SUGERIDA

Programação da Maratona de Cruzes 2017

Divulgada a programação oficial da 34ª Maratona de Cruzes. A festa será realizada nos dias 24, 25 e 26 de Novembro. Programação da 34ª Mar...
continuar

Associado


No facebook

RECEBA ATUALIZAÇÕES

Online agora