O uso de microcomputador, internet e celular no domicílio aumentaram

São dados da PNAD 2011 (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - 2011) que mostram o crescimento ocorrido em todas as regiões do Brasil...

Publicado em 24/09/2012 | Por Guilherme Amarino (Editor)
A+ A-
São dados da PNAD 2011 (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - 2011) que mostram o crescimento ocorrido em todas as regiões do Brasil do uso de microcomputador, internet e celular no domicílio.

O Brasileiro mais conectado

De 2009 para 2011, os bens duráveis com maior crescimento foram o microcomputador com acesso à internet (39,8%), microcomputador (29,7%) e telefone celular (26,6%). O único bem com redução foi o rádio (-0,6%).

Na população de 10 anos ou mais de idade, 69,1% tinham celular de uso pessoal. No Centro-Oeste, esse percentual chegou a 78,7%. O maior percentual de pessoas com celular estava no grupo etário de 25 a 29 anos (83,1%) e o menor no grupo de 10 a 14 anos (41,9%).

Em 2011, 77,7 milhões de pessoas de 10 anos ou mais de idade declararam ter usado a internet no período de referência de três meses anteriores à data da entrevista, um aumento de 14,7% em relação a 2009. De 2009 para 2011, todas as regiões tiveram crescimento nesse percentual, sendo o maior (17,2%) no Centro-Oeste. Com exceção dos grupos acima de 40 anos de idade, todos tiveram percentuais acima de 50%, tendo o grupo de 15 a 17 anos alcançado 74,1% e o de 18 ou 19 anos, 71,8%. Apenas 18,4% das pessoas de 50 anos ou mais de idade usaram a internet no período pesquisado.

Fonte: IBGE
PNAD - 2011

Veja mais publicações sugeridas para você

Tecnologia 4989556449906916418

#ConcursoPublico

#ConcursoPublico
Método de estudos: Estudar, Aplicar, Revisar, Adaptar

PUBLICAÇÃO SUGERIDA

PRORROGADO: Concurso Público da Prefeitura de Panelas tem novas datas

O concurso público para provimento de cargos efetivos da Prefeitura de Panelas-PE tem novas datas definidas. Nesta segunda-feira (22/...
continuar

No facebook

RECEBA ATUALIZAÇÕES

Podcast Política

Online agora