FALSA MÉDICA FOI DETIDA PELA PF EM CAETÉS

Uma operação da Polícia Federal em parceria com o Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) prendeu em flagrante, nesta sexta-fe...

Publicado em 04/07/2011
A+ A-
Uma operação da Polícia Federal em parceria com o Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) prendeu em flagrante, nesta sexta-feira (1º), uma mulher exercendo irregularmente a Medicina na Unidade Municipal Luíza Pereira de Carvalho, em Caetés, Agreste do Estado. Alessandra Bréa Moreno Dantas, natural de Rio Branco (AC), estava prestando seu terceiro plantão na unidade, quando foi surpreendida usando o nome e o número de inscrição no Cremepe de outra pessoa. Todos os documentos em poder do hospital por ela assinados foram apreendidos.

Alessandra também admitiu que não teve ainda seu diploma revalidado pelo Ministério da Educação - ela cursou Medicina em Cuba. Disse, também, que tinha uma inscrição provisória no Conselho Regional de Medicina do Acre (CRM-AC), mas o Cremepe verificou que este registro havia expirado. Ela foi levada à delegacia de PF de Caruaru (Agreste) onde será autuada, podendo ser indiciada por falsidade ideológica e exercício ilegal da Medicina. A operação foi possível graças a denúncias de exercício ilegal recebidas pelo Cremepe. O Conselho, então, articulou com a PF uma fiscalização, quando flagrou Alessandra usando o registro e o nome de uma homônima: Alessandra Rodrigues Santiago, que é médica regularmente inscrita no Cremepe. "Alessandra nos informou que usava os dados da médica sem ela saber. Vamos comunicar à médica o fato e esperar um pronunciamento dela", afirmou André Longo, vice-corregedor do Cremepe,que acompanhou a operação. ALERTA - O caso será informado ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e ao Tribunal de Contas do Estado (TCE). A presidente do Cremepe, Helena Carneiro Leão, fez um alerta aos gestores públicos sobre o convênio firmado entre o Cremepe e o TCE, que versa sobre a fiscalização do exercício ilegal da Medicina no Estado. Pelo convênio, os médicos devem apresentar um certificado de regularidade emitido pelo Conselho de Medicina no ato de sua admissão. "É lamentável que mesmo depois desse convênio, e de toda a nossa campanha de divulgação sobre o exercício ilegal, fatos como esse ainda aconteçam, colocando a população em risco", declarou Helena Carneiro Leão. Já o vice-corregedor, André Longo, advertiu sobre o atendimento à população na Unidade Municipal de Caetés. Segundo ele, só há médicos de plantão às quintas-feiras, sextas e sábados. E mesmo assim, a plantonista da sexta foi flagrada sem registro profissional. Ele informou que vai enviar um ofício ao prefeito da cidade para regularizar a situação.

Fonte: Blog do Jamildo

Veja mais publicações sugeridas para você

Notícia 5144827325146369981

LIVE: Reunião Legislativa 19/10

PUBLICAÇÃO SUGERIDA

Fim da Zona Eleitoral de Panelas

Juiz Eleitoral de Panelas-PE comunica o encerramento da 49ª Zona Eleitoral do Estado de Pernambuco. O Excelentíssimo Senhor Juiz El...
continuar

Associado


RECEBA ATUALIZAÇÕES

No facebook

Online agora