BRASIL USA LATERAIS PARA FURAR A DEFESA DA COREIA

Publicado em 16/06/2010 | Da Redação do Panelaspernambuco.com
A+ A-
Diante de um rival com uma postura monolítica na defesa, defendendo com até nove jogadores atrás da linha da bola, o Brasil precisou abrir seu plano de jogo já em sua partida de estreia na Copa do Mundo da FIFA África do Sul 2010 para conseguir a vitória.



A Seleção de Dunga tem em sua velocidade nos contra-ataques e na eficiência em bolas paradas duas de suas principais armas. As tabelas entre Kaká, Robinho e Luís Fabiano também podem ser produtivas. Mas, contra a disciplinada Coreia do Norte, porém, essas jogadas acabaram inutilizadas. A solução foi chamar a turma do fundão. E eles apareceram.

Os laterais Maicon, pela direita, e Michel Bastos, pela esquerda, foram fundamentais para ajudar o Brasil a desafogar seu jogo - aumentando o espaço entre os defensores - e construir uma importante vitória que lhe põe na liderança do Grupo G, dois pontos à frente de Costa do Marfim e Portugal.

“O importante foi usar esse recurso que a gente tem”, disse Bastos em entrevista exclusiva ao FIFA.com. “A gente sabia que a equipe toda deles ia jogar atrás, retrancada. A gente tinha de achar o espaço para chegar ao gol. As possibilidades saíram pela lateral, tanto que o Maicon marcou um lindo gol.”

O voluntarioso e vigoroso lateral da Internazionale de Milão arrancou sem a bola pela lateral direita e recebeu um passe profundo de Elano dentro da área. O jogador viu o goleiro Ri Myong Guk se adiantar e soltou uma balaça cruzada, quase sem ângulo, para inaugurar o placar no Ellis Park e aliviar o grande público brasileiro presente no estádio em uma noite de muito firo.

Foi uma cartada que ganhou elogios do técnico Dunga. “É a criatividade do jogador. O goleiro quase nunca fica no gol nesse tipo de lance, porque sai para cortar um cruzamento. Não é o primeiro gol que o Maicon faz dessa forma”, disse o treinador.

Já Bastos, hoje um meia no Lyon, pode não ter marcado o seu, mas foi sempre uma ameaça de finalização de fora da área e também chegou a levantar a torcida com algumas investidas pessoais pela esquerda.
No segundo tempo, porém, o time não conseguiu manter essa estabilidade na marcação e acabou levando gols aos 55 e 72 minutos, para, no finalzinho da partida, descontar a vantagem brasileira.

“No geral, não jogamos mal contra o time mais forte do mundo”, afirmou Ji Yun-Nam, autor do gol norte-coreano, em entrevista exclusiva ao FIFA.com. “Nós defendemos bem na primeira etapa, dando a esses campeões poucas chances reais de gol. Mas, no segundo tempo, parece que perdemos a concentração por um instante, e fomos punidos por isso rapidamente sofrendo o primeiro gol com dez minutos após o intervalo”, completou. 

Fonte: FIFA.COM

Veja mais publicações sugeridas para você

Notícia 3190056549496472631

Postar um comentário

Os comentários ou recados neste site refletem tão somente a opinião do autor do mesmo. Seja ético e não publique spam.

emo-but-icon

LIVE: Reunião Legislativa 19/10

PUBLICAÇÃO SUGERIDA

Fim da Zona Eleitoral de Panelas

Juiz Eleitoral de Panelas-PE comunica o encerramento da 49ª Zona Eleitoral do Estado de Pernambuco. O Excelentíssimo Senhor Juiz El...
continuar

Associado


RECEBA ATUALIZAÇÕES

No facebook

Online agora